Publicidade
Blogs

Chegamos ao fim...

14/08/2016 às 13:15 - Atualizado em 14/08/2016 às 13:15
Show fim

Foram cinco meses escrevendo semanalmente neste espaço, relatando tudo que vivi, superei e aprendi dentro do desafio Pronto Pra Casar. Foram cinco meses de muito suor, conquistas e umas poucas frustrações – mas afinal a experiência é ainda mais válida quando é completa, não é mesmo?! Cinco meses procurando tempo para os treinos e procurando foco para me manter no rumo da alimentação correta. Cinco meses percorridos para dizer, aqui hoje, que estamos chegando ao fim. Cinco meses – ou 20 semanas, ou ainda 150 dias – de superação, para resumir em uma só palavra; uma superação recheada de gratidão, pois nunca conseguiria ter chegado aqui, com mais de 10 quilos a menos, quase 8 cm menor na barriga, com outro corpo e outra mentalidade, sem a ajuda dos que me acompanharam e apoiaram ao longo deste programa.

Já contei aqui, mais de uma vez aliás, todo o ganho que o Pronto Pra Casar me trouxe. Não só na aparência física, mas principalmente na saúde. Graças a ele, escapei por pouco de me tornar diabético ou hipertenso, entre outras complicações mais graves que poderiam vir com o tempo caso o ritmo de sedentarismo continuasse o mesmo. Por alguém que como eu preza muito pelo conhecimento (seja ele positivo ou negativo) que as experiências acarretam, não poderia deixar de colocar nesta soma o aprendizado adquirido, principalmente sobre como nosso corpo e mente funcionam. Sou da teoria que diz que até para saber desconstruir é precisos aber construir, e hoje me sinto mais capaz de encarar muitos outros desafios pois entendo melhor como sou e quem eu sou. Mas o que fica mesmo, como principal legado, é o fortalecimento – tanto o físico (já comentei aqui que agora me sinto um novo homem, graças a disposição e flexibilidade) quanto o mental (nem sempre foi fácil e se não fossem pelos rápidos resultados, poderia ter desistido lá atrás).

E é com essa nova perspectiva de vida que começo uma nova vida. Em duas semanas, eu e a novita Debora (que a partir do dia 20 não será mais noivita) estamos embarcando para a nossa lua-de-mel em Portugal, que  teoricamente não deve acabar tão cedo: do nosso destino pós-nupcial, ficamos lá por Lisboa mesmo, já que fomos aprovados no curso de mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologia da Informação, do Instituto Universitário de Lisboa, o que deve durar no mínimo dois anos. Não foi uma decisão tão difícil, por representar um grande sonho conjunto que temos e por não arregarmos tão facilmente para grandes oportunidades como essa, e já estamos empacotando as caixas, vendendo/doando as coisas e agilizando os desligamentos dos nossos respectivos empregos.

Já frisei aqui o quanto o destino gosta de aprontar umas poucas e boas, e, durante o Pronto Pra Casar, ele provou isso. Parece que alguns obstáculos foram para testar mesmo (como um segundo emprego, me ocupando de 8h às 22h diariamente) e cheguei a tropeçar no meio do caminho, mas eu estar aqui hoje contente pelo resultado alcançado prova o quanto tudo valeu a pena. Obrigado A Crítica, Bem Viver, Cia Athlética, One Clinic e todos os profissionais envolvidos nesta missão, cumprida talvez não com absluto louvor, mas com o sucesso que me é suficiente. Neste domingo, vamos finalizar essa conversa da maneira certa, com todos os números comprovando a mudança. Não perca!