Publicidade
Cotidiano
Notícias

1º Seminário de Experiências em Comunicação Comunitária

Experiências em comunicação comunitária será tema de encontro promovido por jovens do bairro Jorge Teixeira com apoio da Prefeitura municipal e da Ufam. O seminário celebra 10 anos do Curso de Comunicadores Populares de Base (CCPB), terá presença de professores mestres e profissionais da Comunicação Social. 12/12/2012 às 16:13
Show 1
Alunos durante o curso
acritica.com Manaus (AM)

Os Comunicadores Populares de Base (CPB), realizam em parceria com a Secretaria Municipal de Juventude (Semje), o 1º Seminário ‘Experiências em Comunicação Comunitária’. O evento promoverá um encontro da comunidade, de estudantes e profissionais da Comunicação Social com a Comunicação Popular, no próximo sábado (15) das 9h às 16h, no Salão Paroquial da Igreja Santa Maria Goretti, Rua das Orquídeas, bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na secretaria da igreja, via e-mail comunicadorespopularesdebaseam@gmail.com  e ainda no dia do evento, que também é de responsabilidade da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), da Pró-Reitoria de Extensão e Interiorização, do Derpartamento de Comunicação Social da Ufam e da Área Missionária Santa Maria Goretti.

Serão apresentadas experiências de comunicação popular, vividas em Manaus e os inscritos poderão participar ainda de três oficinas de formação, que são: fotovivência, fanzine e audiovisual.


História e objetivos

O Curso de Comunicadores Populares de Base é realizado anualmente, desde 2002, por iniciativa que partiu de jovens da comunidade Santa Maria Goretti. A partir de 2004, a CCPB passou a ser considerado como um curso de extensão da Ufam. Quem dele participa garante certificado com 60 horas complementares.

A formação, que ocorre entre os meses de agosto e dezembro, é aberta aos jovens da comunidade e a estudantes universitários. Entre os objetivos, segundo a jornalista e organizadora do evento, Tayana Martins estão “incentivar os participantes à prática de uma leitura crítica sobre os veículos de comunicação, apresentando ferramentas para a elaboração de meios alternativos de informação aos veículos de comunicação de massa”.

Para o secretário municipal de Juventude (Semje), Ivan Brito, apoiar a realização de seminários como este é dar publicidade a iniciativas que podem servir de exemplo a outros jovens. “Existem muitos projetos que nascem das mãos de jovens das comunidades e há outros jovens que procuram algo para empreender, mas não encontram alternativas mais próximas da gente. E esse seminário falará de experiências de sucesso que podem ser copiadas e adaptadas por outros grupos”, observou Brito.