Publicidade
Cotidiano
Notícias

Acordo entre Brasil e Europa vai destinar R$ 40 milhões para gestão de florestas da Amazônia

Dezessete unidades de conservação da categoria Florestas Nacionais vão ser beneficiadas. Cinco estão no Amazonas 05/01/2012 às 13:50
Show 1
Floresta Nacional de Balata-Tufari, no município de Humaitá (AM)
acritica.com Manaus

O Instituto Chico Mendes para Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o Serviço Florestal Brasileiro (SFB) assinaram acordo de cooperação financeira com o KfW Bankengruppe, Banco Alemão de Desenvolvimento, que prevê recursos para gestão florestal em 17 florestas nacionais. Cinco delas ficam no Estado do Amazonas, nos municípios de Humaitá e Boa do Acre.

Com coordenação conjunta do ICMBio e SFB, a iniciativa tem previsão de ser realizada em quatro anos, com o investimento de 15 milhões de Euros, cerca de R$ 40 milhões.

O objetivo do Projeto de Apoio à Gestão de Florestas Públicas para a Produção Sustentável é promover o desenvolvimento socioeconômico e a conservação ambiental na Amazônia Legal, por meio do fomento ao manejo florestal e à silvicultura com espécies nativas.

A intenção é agregar de valor aos produtos florestais na Amazônia brasileira, em especial na região sob influência da rodovia BR-163 e na região dos rios Purus e Madeira.

Ações

Dentre as ações previstas, compete ao ICMBio implementar as florestas nacionais naquelas regiões. Entre elas estão demarcação de limites de oito Flonas; elaboração de Planos de Manejo e de projetos de construção de infraestrutura básica para as referidas Florestas Nacionais; oferta de assistência técnica para acompanhamento das obras; construição de infraestrutura básica; adquisição de equipamentos; implantação de Conselhos Consultivos; e capacitação de servidores.

As atribuições do Serviço Florestal Brasileiro são o fortalecimento do SFB; a capacitação de operários e técnicos para o manejo florestal; a difusão de sistmas de produção silvicultural com espécies nativas; a adaptação e difusão de técnicas para utilização de resíduos florestais.

A divulgação da silvicultura na região da BR-163, reduzindo a pressão sobre os recursos das florestas nativas e contribuindo para a recuperação da cobertura florestal, é um dos resultados esperados com a implementação deste projeto.

As informações são da assessoria de comunicação do ICMBio.

Veja a lista das Florestas Nacionais que serão beneficiadas:

Floresta Nacional de Jacundá (Porto Velho/RO)
Flona de Humaitá (Humaitá/AM)
Flona de Macauã/São Francisco (Sena Madureira/AC)
Flona do Bom Futuro (Porto Velho/RO)
Flona de Jatuarana (Humaitá/AM)
Flona de Balata-Tufarí (Humaitá/AM)
Flona do Iquiri (Lábrea/AM)
Flona de Mapiá-Inauini (Boca do Acre/AM)
Flona do Purus (Boca do Acre/AM)
Flona do Amaná (Itaituba/PA)
Flona de Crepori (Santarém/PA)
Flona do Jamanxin (Santarém/PA)
Flona de Itaituba I (Itaituba/PA)
Flona de Itaituba II (Itatituba/PA)
Flona Altamira (Santarém/PA)
Flona do Trairão (Itaituba/PA)
e do Caxiuanã (Breves/PA)