Publicidade
Cotidiano
Notícias

Acordo entre Suframa e Polo Italiano é fechado

A Suframa pretende reunir empresários do Polo Industrial de Manaus em uma missão para conhecer Navacchio, na Itália, e captar a essência do que é realizado naquele parque tecnológico. 22/02/2013 às 15:45
Show 1
A reunião de acerto foi realizada na quinta-feira (21) na sede da Suframa
acritica.com Manaus (AM)

A Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) deve ser a primeira interlocutora do Polo Científico e Tecnológico de Navacchio no Amazonas. A sugestão foi dada pelo superintendente da autarquia federal, Thomaz Nogueira, durante visita de um grupo de representantes do polo italiano à sede da superintendência na última quinta-feira (21).

Além do superintendente da autarquia e de empresários italianos, participaram do encontro o superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional da Suframa, José Nagib, o presidente da Associação das Indústrias e Empresas de Serviços do Polo Industrial do Amazonas (Aficam), Cristóvão Marques e representantes do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amazonas (Sebrae-AM), da Fundação de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi) e da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam).

Durante reunião, Alessandro Giari, presidente da Associação de Parques Científicos e Tecnológicos de Navacchio, afirmou que todas as empresas precisam estar atentas às demandas de mercado, geralmente ávido por inovações tecnológicas.

“O que queremos é demonstrar que as empresas precisam ser estimuladas a procurar por serviços relacionados à tecnologia para se tornarem mais competitivas, e o melhor modo de aumentar a competitividade é colaborar com a criação de um polo de inovação, benéfico para todos”, destacou.

Estimular a construção de um polo de inovação e promover o intercâmbio de experiências com Navacchio veio ao encontro dos planos do governo federal para o PIM.

“O que pretendemos é iniciar uma relação diferenciada, verificando o que o Polo de Navacchio pode oferecer para o desenvolvimento das nossas empresas”, disse Thomaz Nogueira. O superintendente propôs aos representantes das empresas instaladas em Manaus que analisem suas necessidades para apresentarem demandas específicas em uma futura reunião com os italianos.

Polo de desenvolvimento

A Itália detém mais de 30 parques tecnológicos. Somente o Polo de Navacchio abriga cerca de 500 empresas que geram aproximadamente 22 mil empregos. Grande parte destas empresas têm parcerias com universidades públicas e privadas para desenvolver pesquisas que estimulem maior conhecimento e possam atender plenamente a crescente demanda do mercado mundial.