Publicidade
Cotidiano
Notícias

Adolescente é executado com 12 tiros no Grande Vitória, em Manaus

Segundo a Polícia foram três na cabeça, quatro no tórax, dois nos braços e três na nuca que acertaram Yan Felipe de Oliveira Lopes, 16. A suspeita é a de que tenha sido acerto de contas. O adolescente era usuário de drogas e tinha passagem pela Delegacia de Apurações de Atos Infracionais 17/04/2012 às 21:44
Show 1
Corpo de Yan Felipe, assassinado no bairro Grande Vitóira
Catiane Moura Manaus

“Eu coloquei meu pé na porta e vi os caras pipocando meu filho de bala. Ainda gritei desesperado, mas eles fugiram rapidamente em uma moto”, descreveu a cena, abalado, o pedreiro Roberval Lopes, 46, pai do adolescente Yan Felipe de Oliveira Lopes, 16, que foi executado com 12 tiros, nesta terça-feira (17), por volta das 14h. O crime aconteceu na rua Roma, no Grande Vitória, zona Leste de Manaus (AM).

De acordo com testemunhas, a vítima tinha acabado de sair de sua casa quando foi surpreendido por dois homens que estavam numa moto de cor vermelha com placa não identificada, e armados. Os assassinos usaram duas pistolas de calibre PT 40 para executar o adolescente.

O motivo do crime, segundo a família, pode ter sido um acerto de contas.

Segundo informações da Polícia Civil, 14 tiros foram disparados contra a vítima, desta quantidade apenas dois não acertaram Yan. “Foram três na cabeça, quatro no tórax, dois nos braços e três na nuca”, informou um investigador da Delegacia de Homicídios (Dehs), responsável pela investigação do crime.

-“Não entendo porque mataram meu filho com tanta crueldade. Era um rapaz jovem, cheio de vida. A família sabia que ele era usuário de drogas, mas não era considerado perigoso como outros que existem por aqui”, revelou o pai do jovem.

Familiares ainda informaram que Yan já tinha duas passagens pela Delegacia de Apurações de Atos Infracionais (Deaai).