Publicidade
Cotidiano
Notícias

Advogado contratado para defesa de cliente some com o pagamento de R$ 4 mil, no Amazonas

O caso ocorreu em Manicoré (AM), ano passado. De acordo com a denúncia da família, foi pago ao advogado a quantia de R$ 4 mil em espécie, e após receber o dinheiro, o profissional deixou o município 02/04/2012 às 10:59
Show 1
O caso ocorreu no municipío de Manicoré, no Amazonas, em Setembro do ano passado
Thiago Gonçalves Manaus (AM)

Familiares de Andréia Rodrigues de Freitas, de 23 anos, presa em flagrante em 2011, por associação ao tráfico de drogas, denunciam o que eles consideram golpe do advogado Ivan Gomes da Silva (OAB 2.444 - AM) por não cumprir com o seu papel de profissional. De acordo com a família, foi pago ao advogado a quantia de R$ 4 mil em espécie, que não cumpriu com o combinado e desapareceu.

No Boletim de Ocorrência - B.O, registrado pela família da suspeita, na Delegacia do 68º Distrito Policial do município de Manicoré (a 333 km distante de Manaus), consta que o advogado contratado recebeu, em 27 de setembro de 2011, o dinheiro como pagamento adiantado para “prestação de serviços advocatícios, mas o requerido não cumpriu o estipulado, não assessorou o requerente, viajou a Manaus e não lhe dá nenhum retorno”, diz o trecho da certidão.

Após receber o pagamento dos R$ 4 mil reais, o advogado ainda chegou a estipular um prazo para apresentar defesa da sua cliente, prazo esse de cerca de uma semana. “Ele disse que ia tirar a minha filha da cadeia em até oito dias, mas não foi isso que aconteceu, lamentou o pai da suspeita. Andréia Rodrigues foi presa em flagrante em 2011, junto com o namorado, por envolvimento com o tráfico de drogas, como os dois não apresentaram defesa, foram encaminhados ao presídio de Manicoré, administrado pela Polícia Militar, para aguardar julgamento.

O pai de Andréia Rodrigues, o agricultor Aderson Marques de Freitas, 64 anos, lamenta que a sua família tenha sido enganada pelo profissional de direito que recebeu pagamento adiantado.“Ele veio aqui (o advogado) se utilizou da nossa humildade, pegou os quatro mil reais que eu emprestei do banco, foi embora pra Manaus, e não deu mais nenhuma resposta, afirmou.


O agricultor contou, ainda, que a família entrou em contato com o advogado Ivan Gomes por várias vezes para saber respostas, mas ele não atende aos contatos telefônicos. “Nós já ligamos muito pro advogado, mas quando ele vê que a ligação é aqui de Manicoré, ele desliga o telefone, disse.

A reportagem do acritica.com entrou em contato com o advogado Ivan Gomes da Silva pelo números telefônicos (092) 91xx-1539 e 21xx-2000, mas  não obteve sucesso até esta publicação.

OAB

O órgão informou que o advogado denunciado nesta reportagem exerce as suas atividades em Manaus, e que não consta na Corregedoria/OAB-AM nenhuma denúncia sobre este episódio. Caso a denúncia seja levada à corregedoria, será aberta uma sindicância para apurar a conduta do profissional. O advogado possui um escritório localizado na Avenida Torquato Tapajós, bairro Flores, Zona Centro-Sul.