Publicidade
Cotidiano
Notícias

ALE-AM realiza cessão de tempo para discutir greve da Ufam

A solicitação foi feita pelo deputado estadual José Ricardo Wendling (PT), que teve o pedido aprovado na última terça-feira (29). A ideia é que a Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (Adua) fale sobre as razões da greve 30/05/2012 às 14:31
Show 1
Deputados estaduais durante sessão plenária na ALE-AM
acritica.com Manaus

A greve dos professores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) vai ser discutida em cessão de tempo, nesta quinta-feira (31) na Assembleia Legislativa do Amazonas. A solicitação foi feita pelo deputado estadual José Ricardo Wendling (PT), que teve o pedido aprovado na última terça-feira (29). A ideia é que a Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (Adua) fale sobre as razões da greve.

Os professores da Ufam estão em greve deste o último dia 17 de maio. No total, 257 docentes deflagraram a greve na capital e do interior, após deliberação nas assembleias locais. A paralisação já ganhou a maioria das unidades acadêmicas da Universidade, deixando 80% das aulas paralisadas.

“Estamos no apoio desta greve, porque entendemos que a pauta de reivindicação é justa e que os professores precisam ser melhor remunerados e ter mais condições de trabalho”, avalia o petista. Para o deputado, os professores da Ufam têm uma série de reivindicações em discussão com o Governo Federal.

Na última terça-feira, o Conselho Universitário (Consuni) da Ufam, que tem funções deliberativas e normativas superiores, inclusive, já apresentou Moção de Apoio à greve, suspendendo o calendário acadêmico.