Publicidade
Cotidiano
Notícias

ALE vai questionar Anac e Aeronáutica sobre aeroporto de Parintins (AM)

Assembleia Legislativa do Amazonas quer saber o porquê de o local não ter sido reaberto 17/03/2012 às 09:52
Show 1
Exames foram anulados por causa de inconsistências técnicas, segundo a FGV
Jonas Santos Manaus

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), disse ontem à noite, durante sessão itinerante, que a ALE-AM irá provocar a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Aeronáutica a fim de questionar as razões pelas quais o aeroporto de Parintins ainda não foi reaberto. 

O prefeito Bi Garcia (PSDB)  informou que a reabertura dependeria de um relatório endereçado pelos órgãos aeroportuários ao juiz Dimis da Costa Praia, que interditou parcialmente o aeródromo logo depois da realização do Festival Folclórico de Parintins, em 2011.

“Vamos buscar um entendimento junto ao Governo Federal, a Anac e Aeronáutica para mostrar que as ações por parte do município, exigidas pela Justiça, já foram  feitas e que é possível fazer uma reavaliação, porque Parintins não pode ficar com dificuldades de locomoção aérea”, afirmou o presidente.

Bi Garcia relatou que a Justiça Federal fechou o aeroporto baseado em relatórios antigos da Anac datados dos anos de 2008/2009.  Os urubus, atraídos pela lixeira, seriam o principal problema. “Nosso aeroporto é o mais bem aparelhado e desde o ano de 2010 que Parintins não registra risco de acidente aéreo”, disse Garcia.