Publicidade
Cotidiano
Notícias

Aleam divulga salários de servidores e deputados estaduais

A lista traz todos os salários e simbologias dos cargos de funcionários comissionados e efetivos com os respectivos, mas sem os nomes 01/08/2012 às 22:13
Show 1
Ganhos dos deputados também estão discriminados no Portal da Transparência
acritica. com Manaus

No Portal da Transparência do site www.aleam.gov.br.  já estão disponíveis para consulta pública os cargos e as remunerações dos servidores e dos 24 deputados estaduais da Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM). No site, constam os salários e simbologias dos cargos dos servidores. Não há os nomes dos funcionários - comissionados e efetivos do parlamento. Somente os nomes e salários dos deputados foram divulgados.

A medida foi tomada nesta quarta-feira, 1º de agosto, após reunião entre os parlamentares e o presidente da Casa, Ricardo Nicolau (PSD).

A iniciativa visa integrar, segundo a direção da ALE-AM, o conjunto de ações do Legislativo em sintonia com a Lei de Acesso à Informação (nº 12.527/2011).

Na reunião, os deputados também deliberaram sobre as atividades legislativas durante o processo eleitoral. Nicolau destacou que a listagem evidencia a inexistência de vencimentos acima de R$ 26,7 mil, valor do teto permitido aos servidores públicos do país. “A Assembleia Legislativa não tem nenhum funcionário, ativo ou inativo, que receba salário acima do teto constitucional”, frisou o presidente.

A menor remuneração concedida pelo Parlamento é de R$ 622, o equivalente a um salário mínimo. A mais alta totaliza R$ 20.485,79 (bruto), que, com descontos abatidos, fica em R$ 14.297,66 (líquido), segundo a assessoria do parlamento. Em julho deste ano, foram divulgadas as remunerações dos parlamentares, que têm subsídio bruto de R$ 20.042,35 (R$ 14.974,92 líquido).

No mesmo mês, a ALEAM tornou pública a tabela de cargos representados pela simbologia “APC” que enquadram os funcionários lotados nos gabinetes. Nesse caso, os vencimentos vão de R$ 622 a R$ 7,2 mil, incluindo gratificação – percentuais definidos por cada parlamentar, variando entre 0% e 300%.

Durante a reunião, os parlamentares decidiram, ainda, que a divulgação nominal dos servidores da estrutura da Casa seguirá as medidas adotadas pelo Congresso Nacional. “Vamos aguardar os esclarecimentos dessas pendências judiciais no país para fazermos a publicação dos nomes”, informou Nicolau.

Votação de projetos todas as terças-feiras

Para que a agenda do Parlamento não seja prejudicada por conta do período eleitoral, a Aleamvai priorizar a deliberação de matérias para as sessões plenárias das terças-feiras, conforme acertado entre os deputados. “Vamos continuar fazendo as sessões normalmente, mas priorizando a terça-feira para votação de projetos”, informou Nicolau.

Com informações da assessoria de comunicação da Aleam