Publicidade
Cotidiano
Notícias

ANAC impede empresa amazonense de operar voos no interior do AM

A MAP Linhas Aéreas irá recorrer. O gerente de operações da MAP Linhas Aéreas, Geraldo Alves, diz que estranha o fato de a TRIP atuar sem ser incomodada 05/12/2012 às 19:37
Show 1
A Trip Linhas Aéreas é a única empresa a realizar voos para o interior do Amazonas
acritica.com Manaus (AM)

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) negou autorização à empresa MAP Linhas Aéreas para operar voos regulares para os municípios de Lábrea (a 702 quilômetros a oeste de Manaus) e São Gabriel da Cachoeira (852 quilômetros a oeste), segundo o deputado estadual Sidney Leite (DEM). 

De acordo com o parecer da agência reguladora, os aeródromos desses municípios não possuem capacidade operacional devido restrições de segurança. Entretanto, a TRIP Linhas Aéreas (empresa incorporada pela Azul) possui dois voos semanais para os municípios e vem operando regularmente. 

O gerente de operações da MAP Linhas Aéreas, Geraldo Alves, afirma  que a extrema carência de infraestrutura aeroportuária na região limita as opções de localidades que atenderiam a todos os requisitos internacionais para a operação regular. Mas ele também estranha o fato de a TRIP atuar, sem ser importunada. “Nas mesmas localidades solicitadas, a TRIP opera com aeronaves ATR 42-500, uma versão mais pesada que os nossos ATR 42-320”, comparou, para se contrapor a uma das justificativas apresentadas pela Anac, para não conceder a autorização de operação.  

A MAP  está requerendo uma frequência de três voos semanais para ambas as localidades e solicitou da Anac informações sobre o tipo de operação que a TRIP está realizando nessas localidades e os procedimentos operacionais autorizados, já que as justificativas apresentadas pelo órgão regulador são critérios que deveriam servir para todas as empresas, dentre eles, a falta de condições da pista de pouso.