Publicidade
Cotidiano
Notícias

Aneel rejeita pedido de reajuste pela Amazonas Energia e autoriza redução ao consumidor

Além dessa boa notícia, os consumidores amazonenses podem esperar uma nova redução no próximo ano. A informação foi confirmada pela Aneel 31/10/2012 às 07:55
Show 1
Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autoriza redução ao consumidor
Renata Magnenti ---

Os 727 mil consumidores de energia elétrica no Amazonas, sendo 462 mil somente em Manaus, terão redução em suas contas de luz a partir desta quinta-feira (02). A redução foi anunciada na tarde ontem em reunião deliberativa da diretoria colegiada da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Nas contas de residenciais, a redução será de 2,03% e nas industriais de 2,14%.

Além dessa boa notícia, os consumidores amazonenses podem esperar uma nova redução no próximo ano. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Aneel e será fruto do anúncio da presidente (ver boxe). Fora disso, esperasse também que o valor caia ainda mais com a inauguração do linhão de Tucuruí, prevista para o primeiro semestre de 2013.

Anualmente a Aneel avalia a solicitação da concessionária de energia e delibera por um reajuste ou redução. A medida anunciada ontem foi na contramão da vontade da concessionária que chegou a sugerir reajuste tarifário de 3,45%. A sugestão não apenas foi descartada pela diretoria colegiada da Aneel, como aprovou-se uma redução.

A última redução tarifária aos consumidores de energia no Amazonas foi concedida em 2010, quando as contas de energia de residenciais caíram 2,05% e as da indústria 2,22%. Nos três anos anteriores a este também se registrou reduções na tarifa (ver quadro). No entanto, no ano passado a Aneel decidiu por um aumento e os consumidores residenciais tiverem reajuste em suas contas de 11,42% e a indústria 11,09%.

“Todo ano a Aneel faz essa avaliação e não temos muito que dizer a não ser acatar”, avaliou o diretor de geração, transmissão e operação para a capital da Amazonas Energia, Tarcísio Estefano Rosa. Segundo ele, a meta da concessionária é investir em um serviço de qualidade. “Se a agência entendeu que é possível mantermos nossa meta e mesmo assim optou pela redução da tarifa é porque será possível”, acrescentou. O Governo Federal tem investido, anualmente, na concessionária do Amazonas R$ 1 bilhão.

Para atingir a qualidade que a concessionária deseja, Tarcísio informou que 100 equipes da Amazonas Energia estão diariamente nas ruas de Manaus fazendo fiscalizações para acabar com as ligações clandestinas e fraudes no sistema. Ontem, estiveram nos comércios e residenciais do Centro de Manaus. Tarcísio disse também que as perdas de energia representam 30% do faturamento da concessionária.