Publicidade
Cotidiano
Notícias

Apagão: bairros de Manaus estão sem energia há duas horas

Manaustrans pede cautela aos motoristas para evitar acidentes 07/01/2012 às 09:09
Show 1
Manaus fica horas sem energia. Apenas prédios que possuem geradores iluminaram a cidade, a exemplo do edifício da Assembleia Legislativa do Amazonas (ao fundo)
Ana Carolina Barbosa, Mariana Lima e Evelyn Souza Manaus

Uma queda de energia, ocorrida às 18h40 desta sexta-feira, após pouco mais de uma hora de forte chuva na capital, atingiu bairros de todas as seis zonas de Manaus. Vários deles continuavam sem luz às 22h. Em um único contato estabelecido com a assessoria da Eletrobras Amazonas Energia, concessionária responsável pelo abastecimento de energia elétrica no Estado, a reportagem de acritica.com foi informada que equipes estavam nas ruas checando a causa do problema, até o momento desconhecida.

Segundo apurou a equipe de acrítica.com, pelo menos 13 bairros tiveram o abastecimento de energia cortado na ocasião do blecaute. São eles: Dom Pedro e Alvorada (ambos na Zona Centro-Oeste), Aleixo (Zona Sul), Vieiralves (Centro-Sul), Compensa (Centro-Oeste), Conjunto Ajuricaba (Planalto, Zona Centro-Oeste), Praça 14 (Centro-Sul), Glória (Oeste), Aparecida (Sul), Cidade Nova (Norte), Parque Dez (Centro-Sul), São Lázaro, (Zona Sul) e Coroado (Zona Leste) e em partes do Centro.

Na rede social Twitter, o Instituto Municipal de Trânsito (Manaustrans) confirmou a falta de energia em todas as zonas e pediu atenção aos condutores na travessia de cruzamentos. Agentes de trânsito foram posicionados nos principais corredores viários para auxiliar os motoristas.

Informações preliminares dão conta de que a Ponte Rio Negro foi interditada por conta da chuva. Nas principais avenidas, como a Djalma Batista e Constantino Nery, houve lentidão no trânsito durante o blecaute.

Na rua Santa Etelvina, Betânia, Zona Sul de Manaus, várias casas ficaram alagadas por conta da chuva e moradores retiraram seus móveis das residências no intuito de salvar objetos. Atrás da rua, casas de palafita localizadas próximas a uma ponte, que acabou caindo devido à chuva, correm risco de desabar. A Defesa Civil do Município foi acionada por volta das 19h, mas não compareceu ao local até às 20h.

Desesperada, a autônoma Maria das Graças, 40, moradora do local, informou que a casa da vizinha está comprometida e corre o risco de desabar sobre a sua. Ela foi obrigada a transferir seus objetos pessoais para a residência de outra moradora.

O pastor Ronildo Ribeiro, que também reside no bairro, abriu a igreja para abrigar os pertences dos moradores das casas localizadas em área de risco. A reportagem tenta contato com a Amazonas Energia, por volta das 20h40, mas não obteve sucesso.

Por volta das 21h, a energia foi reestabelecida em alguns locais da cidade, como avenida Toquato Tapajós, bairros Dom Pedro, Compensa, e Eldorado, segundo informações do Manaustrans. Os demais citados pela reportagem continuavam sem abastecimento.