Publicidade
Cotidiano
Notícias

Aplicativos mostram opções de eventos em Manaus e ajudam a controlar a despensa de casa

Remote Pantry permite ao usuário saber pelo celular se há algum gênero alimentício faltando em sua casa; já o Donaknow mostra as atividades de entretenimento noturno disponíveis na cidade de Manaus 14/12/2012 às 13:42
Show 1
IV Exposição de Aplicativos para Dispositivos Móveis
Bruno Strahm Manaus (AM)

Alunos dos cursos de Engenharia, Ciência da Computação e Sistemas de Informação da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) desenvolveram aplicativos para smartphones em diferentes plataformas. Entre eles, um que permite controlar a dispensa de casa pelo celular e outro ajuda a ver as opções de eventos noturnos disponíveis na cidade. Nokia e a Samsung já demonstraram interesse no trabalho desenvolvido por eles.

Os apps serão mostrados ao público nesta sexta-feira (14), na IV Exposição de Aplicativos para Dispositivos Móveis. A feira acontece no Instituto de Computação da Ufam, Zona Leste de Manaus, das 15h às 18h

"Na metade da disciplina 'Sistemas Distribuídos' os alunos são obrigados a aplicar o que aprenderam no desenvolvimento desses programas. Como é multidisciplinar, trabalham em conjunto os estudantes de Engenharia da Computação, Ciência da Computação e os de Sistemas da Informação", comenta o professor Eduardo Souto do Instituto de Computação (Icom), da Ufam.

De acordo com o professor, a sala é dividida em grupos que criam empresas virtuais. Estas iniciam o desenvolvimento de aplicativos de serviços ou produtos para dispositivos móveis.

Apps
Um dos mais interessantes criados é o Remote Pantry, que permite ao usuário saber se há algum gênero alimentício faltando em sua casa. "Do supermercado o usuário pode conectar-se à sua casa e descobrir quais produtos ele necessita. Otimiza bastante o tempo da pessoa", completou Souto.

Outro que se tornou um sucesso de downloads na internet é o Donaknow, que mostra todas as atividades de entretenimento noturno na cidade de Manaus, como shows, bares e apresentações.

A estudante de Engenharia da Computação, Suellen Santana, de 23 anos, criou a empresa virtual Estegano e por meio dela desenvolveu o 'Stegan', um app para Android que permite a ocultação de mensagens ou textos dentro de imagens.

"Se a pessoa quiser manter em segredo suas mensagens, e preza pela sua privacidade, o Stegan faz com que ninguém possa ler a mensagem, pois somente com o aplicativo é possível ler o que está na imagem", comenta a universitária.

Agora, ela pretende continuar a criar novos aplicativos para o futuro. "Eu já trabalho com mobile, que é um pouco diferente dos aplicativos que fiz para a disciplina. Mas eu vislumbro meu futuro profissional na área de desenvolvimento de softwares mesmo", explica Suellen.

Eduardo Souto garante que os apps são de alta qualidade e que existe demanda da empresa por eles. "Muitos alunos resolvem levar adiante seus projetos para além da disciplina e começam a explorar comercialmente suas criações. A Nokia e a Samsung já adquiriram alguns produtos dos alunos. Aliás, os representantes destas empresas mandarão seus representantes para darem uma olhada", comenta Souto.


Pioneirismo
Segundo Souto, o Estado está entre os primeiros do Brasil na criação e desenvolvimento de softwares. "O Amazonas é pioneiro no desenvolvimento de softwares, especialmente para dispositivos móveis. Por termos duas gigantes do ramo instaladas no Polo Industrial de Manaus. Somos capazes de produzir em diferentes plataformas, como Android, Windowsphone e outros smartphones", finaliza o professor.