Publicidade
Cotidiano
Notícias

‘Araras’ continuam nas calçadas, mas coleta seletiva é implantada no Centro de Manaus

Lojistas e comerciantes do Centro de Manaus terão a responsabilidade de separar o que é reciclado do que é dejeto em seu lixo antes de depositarem o mesmo na rua. 07/01/2013 às 20:01
Show 1
Lixo agora tem hora tem que ser depositado separado e com hora certa
Bruno Strahm Manaus (AM)

Começou no fim da tarde desta segunda-feira (7) a coleta seletiva de resíduos sólidos no Centro da cidade de Manaus. Agentes da Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp) estavam à postos para ajudar os lojistas a separarem o que poderia ser reciclado do que era dejeto. A iniciativa faz parte do projeto de revitalização do Centro da cidade que foi anunciada na posse do prefeito Arthur Virgílio Neto.

Durante a reunião, na sede da Associação Comercial do Amazonas (ACA), na última sexta-feira (04), o prefeito anunciou metas para resolver o problema dos vendedores ambulantes que trabalham no Centro de Manaus. A ideia de reordenar o espaço público contempla, além da destinação correta de resíduos, a retirada de ‘araras’ das calçadas, fato que só deve ocorrer nas próximas semanas.

“Nós fomos de loja em loja sensibilizando os empresários sobre a importância de selecionar o que é jogado fora. Eles foram cadastrados e os que insistirem em não trazer o lixo separado serão visitados por nossos agentes sensibilizadores”, comentou Elisa Müller, da Semulsp.

O lixo que antes era descartado igualmente agora tem local e hora exata para ser depositado. Segundo o novo acordo, os lojistas têm a partir das 17h para começar a alocar o lixo selecionado.

O que é dejeto é recolhido pelo camburão e levado para o aterro sanitário. O que pode ser reciclado vai para as chamadas big bags. Papel, papelão, plástico e vidro são entregues separados e levados por cooperativistas que trabalham em conjunto com a Semulsp.


Projeto embrião

Esta será a primeira etapa de outras semelhantes programada pela Semulsp em outras partes do Centro. A região foi escolhida por se tratar do local mais visado em toda a cidade.

“Este é um foco de amontoamento de lixo por parte dos lojistas e por isto foi escolhido para iniciar este trabalho de coleta seletiva. Nós tivemos uma reunião com a Associação Comercial do Amazonas (ACA) e eles nos deram apoio irrestrito à iniciativa. É um trabalho de educação e deve ser feito com paciência”, informou o titular do órgão Paulo Farias.

Cleive Leal, vendedor de uma das lojas do Centro levou um amontoado de saco com restos de plástico. Ele afirma que a iniciativa veio em boa hora. “Acho que muitos clientes deixavam de vir fazer compras aqui por ser muito sujo. Nós mesmos não sabíamos onde colocar o lixo direito. Se esta coleta continuar mesmo, eu espero que as coisas melhorem”, afirmou.