Publicidade
Cotidiano
Notícias

'Atendimento é normal', diz TRE sobre eleitores que têm de dormir na fila da biometria em Iranduba

O presidente em exercício do órgão, desembargador Mauro Bessa, disse que “o que vemos acontecer na 56ª Zona Eleitoral é um atendimento ordinário” 22/01/2016 às 11:54
Show 1
Eleitores dormem sobre sacos plásticos e papeções na esperança de conseguir uma das dez senhas distribuídas
Janaína Andrade Manaus (AM)

Após o jornal A CRÍTICA denunciar a escassez de senhas e a falta de funcionários para realizar o recadastramento biométrico eleitoral no município de Iranduba (a 25 quilômetros de Manaus), o presidente, em exercício, do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE/AM), desembargador Mauro Bessa, disse que “o que vemos acontecer na 56ª Zona Eleitoral é um atendimento ordinário”.

No cartório eleitoral de Iranduba, por dia, são distribuídas apenas dez senhas para biometria, o que vem obrigando os moradores a madrugar em frente  ao local, na esperança de conseguir uma ficha.

Na maioria das vezes, os que resolvem acampar dormem em cima de sacos plásticos, pedaços de papelão, lençóis ou mesmo improvisando travesseiros com mochilas.

“No município de Iranduba, ressalte-se que o referido município não está passando pelo processo de revisão biométrica, nos termos em que ocorre, nesse momento, em Manaus. Os eleitores de Iranduba (56ª Zona Eleitoral) foram contemplados com a biometria em novembro de 2013. Ou seja, não há obrigatoriedade do comparecimento do eleitor”, declarou o presidente.

O desembargador afirma ainda que “a maioria das pessoas que acamparam ou continuam acampando na frente do cartório eleitoral provêm de zonas rurais”.“O atendimento biométrico nestes locais não é possível pelo fato de que o aparato tecnológico necessário às transmissões via satélite só são disponibilizados durante as eleições, por serviços contratados pelo Tribunal Superior Eleitoral exclusivamente para esse fim”, disse.

O presidente, em exercício do TRE/AM concluiu dizendo que “obviamente, esta demanda faz com que a procura por atendimento cresça consideravelmente na sede do município (Iranduba)”. O cartório eleitoral de Iranduba hoje conta com apenas um servidor responsável pelo recadastramento biométrico.