Publicidade
Cotidiano
Notícias

Atletas de Jiu-Jítsu do Amazonas se preparam para Abu Dhabi

Jéssica, Vitor César, Jacqueline e Antônio Carlos formam o quarteto de guerreiros que está treinando pesado para o Mundial no Emirados Árabes, em Abril 06/01/2012 às 09:26
Show 1
Jéssica, Vitor César e Jacqueline
Jhonny Lima Manaus

Enquanto muita gente turbina o corpo para as folias de Momo, um grupo de quatro guerreiros amazonenses  treina pesado para representar o Estado no Campeonato Mundial de Jiu-Jítsu, em abril, em Abu Dhabi, Emirados Árabes.

Jacqueline Amorim, Jéssica Oliveira, Vítor César e Antônio Carlos Farias são representantes da Associação Sensei de Lutas Esportivas (Asle). Sob o comando dos professores Henrique Machado e Rafael Hipólito, os cascas grossas se preparam para fazer  o que sabem de melhor: conquistar títulos.

 Vítor César, 16, irá competir no Absoluto Faixa Branca. Subir ao pódio na terra dos sheiks é o sonho de consumo do guerreiro, que conquistou o Free Pass (passagem ida e volta, visto, estada e alimentação em Abu Dhabi) na seletiva amazonense, ano passado.

“A minha expectativa é grande, estou treinando muito e espero que dê tudo certo”, declarou o atual campeão Brasileiro, Amazonense e da Copa América na categoria juvenil médio.

Jacqueline Amorim, 16, participa do Mundial pelo segundo ano consecutivo. Em 2011, ela ficou em terceiro lugar. O passaporte veio da seletiva em Natal, em novembro de 2011, onde lutou cinco vezes e terminou a competição invicta.

“Faço a parte física de manhã e à noite a técnica com o sensei Rafael Hipólito”, comentou ela, que pesa 58 kg e disputará o Mundial na categoria Absoluto faixa branca/azul. “Quero ser campeã. Será um desafio difícil, pois os adversários pesam mais de 62 kg”, completou.

De acordo com o sensei do CT da Asle, Henrique Machado, a prática do jiu-jítsu é levada a sério pelos lutadores da associação. “Esses atletas que vão para Abu Dhabi são os melhores da academia. Quando um aluno ganha, no fundo o professor ganha. Da mesma forma é quando o aluno perde”, acrescentou.

Antônio Carlos e Jéssica  completam o “Quarteto Fantástico” da Asle. Ambos garantiram o passaporte na seletiva da Arena Amadeu Teixeira. Para Antônio Carlos, muito treino é a receita para um bom resultado na competição. “Estou treinando mais forte do que antes. Sei que pegarei muito casca grossa”, comentou o atleta, que sonha em ser lutador de MMA.

Já  Jéssica competirá na categoria acima de 63 kg faixa roxa. Boa sorte a eles!

Novas vagas em aberto no Mundial

O Campeonato Mundial de Jiu-Jítsu Profissional acontece no mês de abril e o número de representantes da Asle pode aumentar. Tudo porque ainda irão acontecer duas seletivas, uma no Rio de Janeiro, neste mês, e outra em Gramado (RS), em março.

“Serão as últimas seletivas no Brasil. Se tudo der certo a nossa equipe vai aumentar”, finalizou  Henrique Machado.