Publicidade
Cotidiano
Notícias

Australianas do Nervo Twins plantam muda de árvore

As irmãs Miriam e Olivia Nervo palntaram uma muda de árvore na manhã desta terça-feira (13) como parte do projeto do Seven Music Festival em compensar a emissão de gases do efeito estufa que a festa provocará. 13/11/2012 às 21:49
Show 1
A dupla australiana Nervo Twins planta uma muda de árvore
acritica.com Manaus (AM)

O duo australiano de música eletrônica Nervo Twins é uma das atrações internacionais do Seven Music Festival que rola no dia 14 de novembro no Píer do Tropical Hotel, Zona Oeste de Manaus. Miriam e Olivia Nervo plantaram uma muda de árvore na manhã desta terça-feira (13) como parte do projeto do festival que consiste em rearborizar áreas em Manaus.


1. O que vocês acham da iniciativa de plantar uma árvore para cada ingresso vendido?

É uma ideia linda e estamos muito felizes de participar de algo desse tipo.

2. Vocês já fizeram algo parecido?

Nunca plantamos uma árvore com esse sentido ou para eventos de música. Mas está sendo uma experiência muito “bacana” na música eletrônica e achamos que outros produtores de eventos deveriam fazer igual. Lembro que quando a gente era criança na escola, costumávamos plantar árvores, há muito tempo. Hoje estamos repetindo essa ação para fazer o bem.

3. É a primeira vez de vocês no Brasil?

É a segunda vez no Brasil e a primeira vez plantando árvores no Brasil.

4. O que vocês preparam para o Seven Music Festival?

Preparamos algo especial, com algumas coisas que a gente costuma tocar quando nos apresentamos na América do Sul. Vamos tocar durante duas horas. É um tempo muito bom e grande para uma apresentação repleta de sons bons. Também vamos mostrar muitas músicas do nosso primeiro álbum. Além disso, faremos um set com uma energia muito positiva.


5. Vocês estão preparando algo inspirado na Amazônia?

Sim, estamos querendo fazer um “Jungle Mix”. Vamos trabalhar nisso para apresentar no evento. Será inédito. O que já vimos aqui no hotel (Tropical Hotel) já dá um pouco de inspiração.

6. O que vocês podem falar dos novos projetos?

Acabamos de gravar um novo single e estamos preparando um outro que será lançado em dezembro e um para fevereiro.

7. No Amazonas terá algum remix novo?

Em todas as nossas apresentações a gente toca algo novo. Algo que não foi gravado. Todos os nossos sets sempre têm alguma novidade, ritmos diferentes

8. Vocês sempre fazem parcerias com artistas famosos. Tem alguma novidade em relação a isso?

Sempre temos novidades. A gente não fica parada. Recentemente fizemos uma música para o último álbum do David Guetta. Também produzimos um single para o Afro Jack. A gente gosta sempre de inovar e fazer parcerias com vários artistas musicais. Mas ultimamente nossas agendas estão bem cheias. Então, a gente tem dado um “jeitinho” para fazer essas parcerias. Como nossos amigos são bem legais, eles costumam entender nosso tempo. Então, a gente tenta “casar” as nossas agendas com as desses artistas. Fazendo shows juntos ou a gente tenta se encontrar nos países onde estamos fazendo apresentações.  

9. Como está a agenda de vocês?

Nossa agenda está incrível. Muito louca! Estamos na América do Sul. De Manaus vamos fazer uma apresentação em Santa Catarina. Depois vamos para o Peru, Londres por três dias, Nova York por dois dias e voltamos para Londres por um dia. Em seguida, a gente segue para África, Alemanha, Suécia e França. Vivemos na estrada, em turnê.

10. Qual a curiosidade que vocês tinham da Amazônia?

Tudo! Saber como era a Amazônia sempre foi uma curiosidade nossa. Também tínhamos curiosidade para tomar um café brasileiro e um guaraná da Amazônia. Adorei conhecer um pouco dos animais da Amazônia aqui no zoológico do hotel. Foi bom ter esse contato.

Ingresso Verde

A proposta está sendo chamada de “Ingresso Verde” e tem o objetivo de compensar ambientalmente a emissão de gases do efeito estufa, que serão produzidos durante a realização do evento. As árvores serão plantadas em uma área degradada de 15 hectares, localizada na segunda etapa do bairro Cidade Nova II, zona Norte de Manaus.

A população em geral e os mais de 15 DJs nacionais e internacionais que, fazem parte do lineup do evento, serão convidados a participar do plantio, que ocorrerá em até uma semana depois do festival. As mudas serão adquiridas dos institutos ambientais que atuam no Estado.
“Estamos no coração da Amazônia, pulmão do mundo, nada mais normal que a gente agregue ao Seven Music Festival a preocupação com o meio ambiente. Também estamos seguindo uma nova tendência mundial, que é compensar ambientalmente os danos que serão ocasionados na realização do evento. É uma inovação e tenho certeza que essa iniciativa só vai gerar frutos positivos”, comentou um dos organizadores do festival, Luis Bonates.