Publicidade
Cotidiano
POLÍCIA

Polícias Civil e Militar recuperam balsa e empurrador furtados em Borba

As embarcações, que pertencem a uma empresa transporte fluvial, foram furtadas em 8 de dezembro quando estavam em um porto no km 250 da BR-319 15/12/2017 às 20:14
Show whatsapp image 2017 12 15 at 19.53.44
Foto: Divulgação
acritica.com* Manaus (AM)

A Polícia Civil do Amazonas recuperou, na última quinta-feira (14), uma balsa e um empurrador furtados no último dia 8 em um porto localizado na comunidade São Sebastião do Igapó Açu, zona rural de Borba (município distante 215km de Manaus).

As embarcações furtadas foram recuperadas na comunidade indígena Sapucainha, também situada na zona rural de Borba.

Conforme o delegado Danniel Antony, que comandou as ações e é titular da 34ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Careiro Castanho (distante 102 quilômetros de Manaus), a balsa e o empurrador furtados pertencem a uma empresa de transporte fluvial.

No dia do crime, as embarcações faziam a travessia pelo Km 250 da rodovia federal BR-319 e, no momento em que estavam atracadas no porto, foram furtadas. Após tomar conhecimento do fato, um gerente da empresa foi até a delegacia formalizar a ocorrência. 

“Durante as diligências em torno do caso descobrimos que as embarcações haviam sido furtadas por elementos que residem na Comunidade Nova Geração, na zona rural de Borba. Esses infratores têm vínculo com uma empresa que opera, de maneira irregular, na travessia naquela região. As balsas que eles utilizavam para realizar o transporte no local foram lacradas no dia 6 agosto deste ano por militares da Marinha do Brasil e agentes da Agência Nacional de Transportes Aquáticos (Antaq)”, explicou Antony.

Um representante da comunidade onde foram encontradas as embarcações afirmou aos policiais que a balsa e o empurrador foram deixados no local por indivíduos que residem na Comunidade Nova Geração.

O delegado Danniel Antony afirmou que alguns indivíduos envolvidos no furto já foram identificados e estão sendo procurados pela polícia para prestar esclarecimentos. Eles serão indiciados por furto e associação criminosa.

*Com informações da assessoria de imprensa