Publicidade
Cotidiano
Notícias

Banco Central do Brasil aprova redução de alíquota no setor de duas rodas no Amazonas

O superintendente da Suframa explicou que havia grande inadimplência nas motos vendidas por financiamento e aprova simplificação 15/09/2012 às 08:52
Show 1
Nas concessionárias locais de moto, a crise tem se refletindo nas vendas
CAMILA PEREIRA ---

Após governador do Amazonas, Omar Aziz, cobrar do Governo Federal a demora a ajuda ao setor de duas rodas, instalado no Polo Industrial de Manaus (PIM), o Banco Central do Brasil (BC) aprovou nesta sexta-feira (14), em portaria, a redução de alíquota do compulsório sobre o depósito à vista e por financiamento.

De acordo com o superintendente da Suframa, Thomaz Nogueira, a circular é um grande avanço. “Há muito tempo esta medida era solicitada pelo governador Omar Aziz. Houve um convencimento do Banco Central, já que era uma medida importante”, destacou.

O superintendente da Suframa explicou que havia grande inadimplência nas motos vendidas por financiamento e uma das formas de voltar a financia-las seria esta simplificação, diminuindo o custo do empréstimo.

LIBERAÇÃO

De acordo com o site do Banco Central, o conjunto de medidas contido na portaria deve liberar, nos próximos meses, em torno de R$ 30 bilhões do estoque atual de R$ 380 bilhões de depósitos compulsórios, o que contribuirá para alongar o perfil de captação do sistema e melhorar a distribuição da liquidez no mercado interbancário.