Publicidade
Cotidiano
Notícias

Cabeleireira é espancada por ex-namorado dentro de shopping em Manaus

Jane Jaqueline Moreira, 27, foi agredida com socos e empurrões por Renato Mendes da Silva, com quem namorou por 30 dias 04/01/2012 às 20:48
Show 1
Renato Mendes da Silva agrediu a ex-namorada em um shopping center
Milton de Oliveira Manaus

A cabeleireira carioca Jane Jaqueline Moreira, 27, viveu momentos de terror, na tarde desta quarta-feira (4), no 2º piso de um shopping de Manaus, quando foi agredida com socos e empurrões, próximo à porta do estabelecimento onde trabalha pelo ex-namorado e funcionário de uma financeira Renato Mendes da Silva, 27.

Segundo relatos da vítima, o agressor estava no corredor do shopping esperando uma oportunidade. “Eu tive que sair um momento do salão de beleza para atender uma chamada de celular, quando fui empurrada e recebi alguns golpes pelo corpo”, disse Jane. A vítima contou também, que correu para dentro do salão, mas o agressor a seguiu, empurrando e querendo jogá-la no chão. Os funcionários e amigos da cabeleireira começaram a gritar pelos seguranças do shopping. Com a ajuda de um cliente o agressor foi imobilizado e levado para uma sala de segurança do centro comercial até a chegada da polícia.

O ex-namorado, Renato Mendes, foi encaminhado a Delegacia de Mulheres de Manaus/AM (DDM), no Parque Dez, Zona Centro Sul, onde foi flagranteado por lesão corporal, ameaças e descumprimento da ordem judicial de afastamento da vítima, já que havia várias denúncias contra o agressor por parte da vítima.

Namoro

Jane Jaqueline disse na delegacia que teria conhecido Renato há aproximadamente três meses, e que o relacionamento teria durado 30 dias. Durante esse tempo, disse ela, Renato teria pego todos os contatos registrados no seu celular. “Ele ligava e mandava mensagens para meus parentes no Rio, dizendo que eu estava me prostituindo e dando golpes aqui em Manaus”. Diante da situação, a cabeleireira teria mudado de casa em três ocasiões e trocado de número de celular. Mas Renato, segundo a vítima, continuava perseguindo-a até chegar à agressão de quarta-feira (4) dentro do shopping.