Publicidade
Cotidiano
Notícias

Câmara dos Deputados aprova destaques polêmicos do PL que regulamenta a terceirização

PT, Psol e Pros fizeram obstrução à votação da matéria, que agora segue para a votação no Senado Federal 22/04/2015 às 21:23
Show 1
Após a aprovação na Câmara, o projeto segue para o Senado
acritica.com* ---

Nesta quarta-feira (22), a Câmara dos Deputados encerrou a votação com a aprovação de todos os destaques polêmicos ao PL 4330/04, que regulamenta as atividades terceirizadas no País. PT, Psol e Pros fizeram obstrução à votação da matéria, que agora segue para a votação no Senado.

O destaque que trata da responsabilidade das empresas teve "sim" dos deputados Arthur Bisneto (PSDB), Átila Lins (PSD) e Silas Câmara (PSD). Abstiveram os votos nessa emenda os deputados Alfredo Nascimento (PR), Conceição Sampaio (PP), Hissa Abrahão (PPS) e Marcos Rotta (PMDB).

As empresas públicas voltaram a aparecer na emenda da responsabilidade solidária, daí a obstrução dos partidos e abstenções de parte da bancada amazonense.

Terceirização da atividade fim

No início da noite, o Plenário da Casa aprovou a emenda aglutinativa que permite a terceirização da atividade-fim nas empresas da iniciativa privada, a mais polêmica. O placar foi apertado com 230 votos "sim" contra 203 "não" e quatro abstenções. A votação na bancada amazonense também foi apertada: 4x3.

Votaram pela terceirização da atividade-fim os deputados: Átila Lins, Arthur Bisneto, Marcos Rotta e Silas Câmara.  Votaram "não": Alfredo Nascimento, Conceição Sampaio e Hissa Abrahão. Ausente: Pauderney Avelino.

A previsão é que a votação encerre ainda nesta quarta-feira. Encerrando nesta quarta, a matéria segue para o Senado. Havendo alteração, a matéria volta para apreciação da Câmara e depois segue pra sanção ou veto da Presidente da República.

Na primeira votação, que gerou polêmica, toda a bancada do Amazonas votou "sim" para o texto base da terceirização tramitar.

*Com informações do repórter Antônio Paulo