Publicidade
Cotidiano
Notícias

Candidatos sem qualificação perdem a chance de preencher vagas de trabalho no AM

Cerca de duas mil vagas, nos postos do Sine-AM, não resultou em um grande número de enquadramentos, apenas 338 inscritos conseguiram apresentar os perfis procurados pelas empresas 26/02/2013 às 08:18
Show 1
Demanda por vaga no mercado de trabalho tem sido grande nos postos do Sine, mas poucos conseguem preenchê-la
Luana Gomes ---

Após as turbulências na economia amazonense em 2012, 3,25 mil vagas foram captadas pelos postos do Sistema Nacional de Emprego em Manaus (Sine-Manaus) e no Amazonas (Sine-Amazonas) neste início de 2013. O Sine-AM registrou alta de 55,33% na oferta. Foram 1,43 mil postos de trabalho captados em janeiro deste ano frente aos 920 em igual período do ano anterior.

Entretanto, o número de vagas ultrapassando a casa dos dois mil não resultou em um grande número de enquadramentos. Apenas 338 inscritos conseguiram apresentar os perfis procurados pelas empresas, uma fatia de 16,47% do total.

Com base nos dados Sine-AM, cuja unidade gestora é a Secretaria de Estado de Trabalho do Amazonas (Setrab/AM), em torno de 2,05 mil se inscreveram para concorrer às vagas em janeiro, alta de 8,98% em comparação a igual período de 2012 – quando 1,88 mil pessoas foram a procura de emprego.

Capacitação

O assessor de planejamento do órgão, Almir Pinto, destacou que as vagas existem, mas muitas vezes os interessados não possuem a qualificação exigida pelo mercado. “A gente encaminha os pedidos, mas também depende do candidato”, pontuou.

O diretor da Paulo Pedrosa Headhunter & Associados, Amaro Rangel Júnior, ponderou que Manaus é uma metrópole com características de cidade pequena. Ele exemplificou uma vaga recente elaborada pela empresa para o cargo de gerente de Recursos Humanos, que exigia inglês fluente. Somente após quatro meses a vaga foi fechada. “Os profissionais com uma gama de cursos qualificação são preciosos”, avaliou.

Enquanto o número de ofertas de vagas foi mais que o dobro, a variação dos trabalhadores colocados foi de 37,96%, em relação a janeiro de 2012 (245 vagas ocupadas).

Em virtude da troca de gestão, o município ainda não possui a análise comparativa dos meses. O relatório mostra somente dados de janeiro deste ano, no qual 1,82 mil vagas foram captadas e 2,40 mil trabalhadores encaminhados para as entrevistas.

Segundo o gerente de intermediação do Sine/Manaus, Manoel Almeida, 58 trabalhadores garantiram cargos e o retorno dos encaminhamentos está sob aguardo. “A demora se justifica pelo fato das empresas ainda estarem no processo de seleção e devido o dado de trabalhadores colocados só poder ser emitido no ato da assinatura em carteira dos aprovados”, pontuou.