Publicidade
Cotidiano
Notícias

Carauari (AM) tem 50% das ruas com problemas, diz prefeito

Ele destacou que, quando assumiu a prefeitura, em 2009, retomou as obras de alguns convênios celebrados em 2006, ainda na gestão do ex-prefeito Bruno Litaiff, aliado de Eduardo Braga. “Fizemos uma parte e outra está sendo complementada agora”, frisou 24/04/2012 às 20:18
Show 1
Segundo o prefeito, Carauari tem metade das ruas dos seus sete bairros com problemas
Ana Carolina Barbosa Manaus

Pelo menos 50% das 89 ruas do município de Carauari (a 786 quilômetros de Manaus) precisam de manutenção ou reconstrução, segundo informou o prefeito Francisco Costa dos Santos (PSD). Ele confirma a tese do líder do governo e ex-governador Eduardo Braga (PMDB), que esteve na localidade, no último sábado, e em seu pronunciamento disse que as ruas da cidade estavam todas “esburacadas”.  

Ele destacou que, quando assumiu a prefeitura, em 2009, retomou as obras de alguns convênios celebrados em 2006, ainda na gestão do ex-prefeito Bruno Litaiff, aliado de Eduardo Braga. “Fizemos uma parte e outra está sendo complementada agora”, frisou.

Sobre o convênio firmado em setembro de 2010 entre a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinf) e a Construir, Indústria de Cerâmica e Construção LTDA., no valor de R$ 3,6 milhões e com vigência até 16 de abril deste ano, ele disse que as obras, que previam a construção e recuperação de 5,8 mil metros de vias, ainda não foram concluídas porque, ano passado, um incêndio atingiu uma das máquinas usadas nos trabalhos.

Mesmo com a intervenção da polícia, o prefeito ressaltou que o culpado não foi localizado. Contudo, as obras serão retomadas nos próximos dias, faltando 800 metros do total para serem concluídos. A previsão é que o trecho esteja pronto no próximo mês.  Ele não soube informar a empresa contratada para terceirização dos serviços no município.

Já o convênio que termina no próximo mês, celebrado em maio de 2010 entre a Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas e a Prefeitura de Carauari no valor de R$ 550 mil, Francisco Costa destacou que os 8,2 mil metros de calçadas, meio fio e sarjeta já foram feitos. Contudo, a última parcela, no valor de R$ 100 mil, será liberada no próximo mês pelo Estado.

Ele explicou que, ainda assim, o município localizado ao Sudoeste do Estado, ainda necessita de “muitas melhorias”. “Primeiro que, quando assumimos o município, foi jogada uma camada fina (de asfalto) e como temos problemas de chuva, (a rua) não aguenta muito tempo. Conseguimos uma parte do asfalto comprada pela prefeitura e o governo assinou conosco outra parte (recurso inserido nos R$ 3,6 milhões conveniados)”.

Obras

A expectativa do prefeito, agora, é para o início da obra para a recuperação da pista do aeroporto da cidade, a qual receberá do Estado R$ 2,4 milhões por meio de convênio firmado há dez dias, conforme Francisco Costa, mas que necessitará de R$ 3,9 milhões para ser concluída. O convênio ainda não está disponível no site do governo do Amazonas denominado Sicop (Sistema Integrado de Controle e Gestão de Obras Públicas) e a assessoria da Seinf também não confirmou a existência do mesmo, mas assegurou que daria maiores detalhes apenas amanhã.

“Também estamos negociando com o governador (Omar Aziz) um novo convênio para recuperar a estrada do Gavião, que tem 25 quilômetros, de ruas ainda este ano, além da estrada do Riozinho, que tem 18 quilômetros e 362 assentados”, comentou o prefeito Francisco Campos, que já foi prefeito do município entre 1989 e 1992 e, hoje, é pré-candidato à reeleição pelo partido do governador Omar Aziz.