Publicidade
Cotidiano
Notícias

Caso Rugai: Gil Rugai mantinha mala com armas, afirma ex-sócio

De acordo com a testemunha ouvida na manhã desta quinta-feira (21) pelo promotor Rogério Zagallo, o réu a chamava de “mala de fuga”. "Não me senti confortável", declarou Rudi Otto, sobre seu acesso ao material 21/02/2013 às 13:52
Show 1
O julgamento de Gil Rugai começou nessa segunda-feira (18) e acontece do Fórum da Barra Funda na Zona Oeste de São Paulo
acritica.com ---

Na época do assassinato do casal Luiz Carlos Rugai e Alessandra de Fátima Troitini, Gil Rugai filho e enteado das vitimas teria em sua posse uma mala contendo uma pistola, uma estrela ninja, duas facas, um canivete e dois selinhos nos quais guardaria ácido. As informações foram repassadas na manhã desta quinta-feira (21) pelo ex-sócio de Rugai, Rudi Otto, durante o julgamento do caso que acontece no Fórum Criminal de Barra Funda na Zona Oeste de São Paulo.

De acordo com a primeira testemunha ouvida pelo promotor Rogério Zagallo, o réu a chamava de “mala de fuga”. "Não me senti confortável", declarou Otto, sobre o acesso ao material. Ele afirmou que isso só aconteceu uma vez, e que não teria tocado nos objetos.

Nos dias que se seguiram a morte do casal de empresários, Rudi Otto, também prestou depoimento à polícia. Otto afirma que após as declarações recebeu ao menos quatro ligações ameaçadoras.

Indagado pelo promotor sobre as razões para ter desconfiado de Rugai "de imediato", a testemunha relatou que o então sócio "estava estranho" na semana anterior ao crime. Por outro lado, Otto disse que não sabia em detalhes como era a relação entre pai e filho.