Publicidade
Cotidiano
Notícias

Ceia de Natal acima da inflação

Entre os itens mais em alta estão as nozes, o frango especial, avelãs e tender. Segundo especialista André Braz, do Ibre/FGV, não se deve deixar para comprar a ceia na última hora porque produtos dimensionados para família média e pequena acabam primeiro    19/12/2012 às 19:31
Show 1
Tabela com os itens
Ibre/FGV ---

Segundo levantamento realizado pelo economista do Instituto Brasileiro de Economia, IBRE/FGV André Braz, oito itens mais consumidos no Natal apresentaram elevação média de 9,80% quando comparados aos preços praticados em dezembro de 2011. Esse percentual ultrapassa a inflação ao consumidor medida pelo IPC-10/FGV, que subiu 5,73% em 2012.

Entre os itens com as maiores altas estão:

-Nozes (16,46%);  Frango especial (11,71%); - Avelãs (11,58%); e - Tender (9,11%).

Já as menores elevações foram registradas para:

- Panetone (2,09%);  Frutas cristalizadas (6,24%); e - Bacalhau (7,91%).

Mesmo com esse aumento de preços, há sempre uma maneira de tentar, na medida do possível, economizar. Um deles é a substituição de marcas líderes, que geralmente são mais caras por outras menos conhecidas.

Braz também alerta que o ideal é não deixar para última hora a compra dos alimentos da ceia. “Isso porque aqueles produtos que são mais bem dimensionados para uma família média e pequena, como uma ave, por exemplo, acabam primeiro. Os que deixam a compra para depois podem gastar mais porque adquirem um produto maior do que suas necessidades, o que o torna mais caro”.