Publicidade
Cotidiano
Notícias

Cerca de três mil empregos diretos são gerados com obras da Copa

Empregos são gerados nas obras da Arena a Amazônia e do Aeroporto Eduardo Gomes, em Manaus. Reforma do Porto começa ainda neste semestre 26/02/2013 às 11:50
Show 1
Obras do aeroporto empregam cerca de mil trabalhadores
acritica.com Manaus (AM)

Aproximadamente três mil empregos diretos são gerados na capital amazonense com as obras para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 201. Com 54% da construção concluída, a Arena da Amazônia possui mais de 1,8 mil funcionários trabalhando dia e noite. Já o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes avança com 50% de execução das obras e emprega aproximadamente mil trabalhadores. Ambas as obras tem previsão de entrega para dezembro deste ano. A reforma do Porto de Manaus tem previsão para iniciar ainda no primeiro semestre de 2013.

De acordo com coordenador da Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP COPA), Miguel Capobiango Neto, a geração de empregos diretos proporciona um legado importante para Manaus. “Precisamos ressaltar que essas obras geram oportunidade tanto para os trabalhadores quanto para a cidade. Como são construções de grande porte, exigem a qualificação dos trabalhadores, que vai ficar como legado para os operários e para o mercado”, disse.

Segundo o superintendente regional da Infraero, Rubem Ferreira Lima, além dos trabalhadores que atuam diretamente nas obras do aeroporto há os operários do consórcio, fiscalização orgânica e do apoio à fiscalização, o que gera uma mão de obra indireta de cerca de três mil pessoas. “Atualmente, as etapas avançam na conclusão da instalação de equipamentos do lado oeste do aeroporto. Se houver necessidade, podemos aumentar o número de operários, mas estamos satisfeitos com o andamento das obras. Até junho deste ano, a previsão é que as obras cheguem em 70% de conclusão”, afirmou.

O Porto de Manaus também será reformado para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, aumentando a capacidade do fluxo de passageiros, do estacionamento e oferecendo melhores serviços aos cerca 800 usuários que usam diariamente o transporte fluvial na capital. “O projeto está orçado em R$ 90 milhões e será licitado nas próximas semanas, no mês de março, com previsão de início das obras ainda neste primeiro semestre”, afirmou o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no Amazonas, Afonso Lins.

O novo porto será entregue antes da Copa do Mundo e terá a capacidade para receber passageiros ampliada em 50%, para cerca de 1,2 mil passageiros por dia.

Status das construções

Com ritmo intensificado, as obras na nova arena multiuso avançam no fechamento do muro do pódio, construção dos camarotes, acabamento dos banheiros e montagem da arquibancada superior. A montagem da estrutura começa a partir de maio e tem previsão para ser concluída no final de outubro. Na Copa, o estádio terá capacidade para 42 mil torcedores e vai receber quatro partidas da competição.

O aeroporto, que tem o projeto orçado em R$ 344 milhões, possui atualmente 15 frentes de serviços em andamento e tem como principais avanços a construção do estacionamento de veículos, saguão público de embarque e desembarque, viaduto, ampliação nos setores leste e oeste, administração leste e oeste, desembarque internacional, central de utilidades, central de água e outras. Os serviços de pré-moldados do novo estacionamento já foram concluídos. Ainda no primeiro trimestre de 2013 serão iniciados os processos licitatórios para os pontos comerciais das áreas do saguão de embarque e do saguão desembarque.