Publicidade
Cotidiano
Notícias

Cidade Universitária da UEA terá Unidade Gestora

A Unidade Gestora será vinculada ao gabinete do governador do Amazonas, Omar Aziz, e ficará responsável pelo gerenciamento e acompanhamento do plano de execução dos programas, projeto e ações para a criação e funcionamento da Cidade Universitária. 29/11/2012 às 17:25
Show 1
Obra da Cidade Universitária da UEA terá Unidade Gestora
acritica.com Manaus (AM)

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) aprovou nesta quinta-feira (29) a mensagem governamental que prevê a criação da Unidade Gestora da Cidade Universitária (UG-Cidade Universitária). O projeto foi aprovado sem emendas.

A estrutura da comissão gestora da Cidade Universitária contará com representantes da Secretaria de Governo (Segov); da Secretaria de Educação (Seduc); da Universidade do Estado do Amazonas (UEA); Secretaria Estadual de Saúde (Susam); Secretaria de Segurança Pública (SSP); da Unidade Gestora da Cidade Universitária (UG Cidade Universitária); Secretaria da Região Metropolitana de Manaus (RMM) e também um membro da Prefeitura Municipal de Iranduba.

A comissão ficará responsável por atividades de ordem administrativa, gerencial e financeira, com elaboração de prestação de contas, além de executar direta ou indiretamente obras e serviços referentes ao cronograma de implantação da Cidade Universitária.

Projeto

A Cidade Universitária, idealizada por Omar Aziz, será erguida em Iranduba, região Metropolitana de Manaus, e terá capacidade para abrigar cerca de dois mil estudantes do interior do Estado. Inicialmente, estão previstos investimentos na ordem de R$ 300 milhões de reais em infraestrutura com a construção dos espaços acadêmicos da UEA que ficarão centralizados.

O complexo também contará com estrutura urbana, incluindo condomínios residenciais, áreas comerciais, de lazer e turismo, além de eixos viários. O projeto inicial prevê um espaço de 13.000.000 metros quadrados, com infraestrutura totalmente planejada.

As obras iniciam com a construção da Reitoria e dos prédios de Ciências da Saúde, Ciências Sociais e de Tecnologia, com previsão de inauguração no primeiro semestre de 2014.