Publicidade
Cotidiano
Notícias

CMM: mortes do fim semana transformam homenagem a Sérgio Fontes em 'audiência'

Sessão para a entrega da "Medalha de Ouro Cidade de Manaus" ao secretário de Segurança Pública, na quarta-feira (22), vai ter mais cara de audiência pública do que de homenagem ao gestor. Vereadores aprovaram um requerimento para que ele mostre o plano de enfrentamento à violência em Manaus 20/07/2015 às 15:50
Show 1
Sérgio Fontes já foi superintendente regional da PF no Amazonas
acritica.com Manaus (AM)

A sessão para a entrega da "Medalha de Ouro Cidade de Manaus" ao secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, na quarta-feira (22), na Câmara Municipal de Manaus (CMM), vai ter mais cara de audiência pública do que de homenagem ao gestor. Isso porque o plenário da Casa aprovou hoje (20) um requerimento da bancada petista, que solicita a ida de Sergio Fontes à CMM "para esclarecer a onda de violência ocorrida na capital amazonense nesse fim semana".

Trinta e quatro pessoas foram assassinadas nesse fim de semana. A maior parte das morte têm características semelhantes: as vítimas são homens, mortos com tiros de pistola ponto 40. A "matança" começou na sexta-feira (17), depois que um sargento do Polícia Militar foi assassinado durante um assalto a uma agência bancária na Zona Centro-Sul.

Para o portal acritica.com, policiais militares, que preferiram não se identificar, afirmaram, antes das mortes, que todos agiriam como verdadeiros "motoqueiros fantasmas" para localizar os executores do sargento. “Toda vez que morre um PM em qualquer lugar do Brasil, todos os policiais de folga se juntam em campana na caça aos criminosos para localizar todos os envolvidos. Esses, pelo nosso código, se chamam 'motoqueiros fantasmas'”, disse, um deles.

Sérgio Fontes já adiantou que não descarta "vingança" em relação a mortes do fim de semana e que todas as possibilidades de investigação serão consideradas. "Tanto faz se é uma briga entre o crime organizado ou uma vingança ilegal. O fato é que isso não vai nos impedir de localizar os acusados com tanta prioridade quanto vamos identificar e prender os assassinos do sargento", disse o secretário, ontem (19).

Homenagem

O Projeto de Decreto Legislativo nº 007/2015 — que trata da condecoração ao secretário Sérgio Fontes — é de autoria do presidente da CMM, vereador Wilker Barreto (PHS). Ele foi aprovado e promulgado na sessão plenária do dia 1º de junho deste ano.

Na promulgação, Wilker Barreto destacou que a homenagem é justa, visto o trabalho de excelência realizado por Sérgio Fontes à frente da Polícia Federal e nos últimos meses no comando da Secretaria de Estado da Segurança Pública, cargo que vem ocupando desde o final de janeiro.

“Foi oportuno o plenário aprovar o requerimento, de autoria da bancada petista, que solicita a vinda de Sergio Fontes para esclarecer a ‘onda’ de violência ocorrida na capital amazonense nesse fim semana. Além disso, a Casa sinaliza o apoio e prestigio ao secretário”, disse Wilker Barreto, ao afirmar, que desconhece, hoje, uma pessoa mais preparada do que Sérgio Fontes para estar à frente da Segurança Pública do Estado do Amazonas.

Explicações

As discussões da sessão de hoje da CMM trataram principalmente das mortes do fim de semana. “A onda de violência está descontrolada, e nada mais justo que este Poder ouça o secretário. Precisamos que ele apresente, de fato, um planejamento com linha de ação de combate à violência. Não podemos fechar os olhos para isso, temos que sair desse sentimento de insegurança”, afirmou o vereador Professor Bibiano (PT).

Na mesma linha, o vereador Waldemir José (PT) disse ser importante a Câmara sair na frente e debater a questão da Segurança Pública.

O vereador Roberto Sabino (Pros),  afirmou que a criminalidade em Manaus é uma situação preocupante, ao acrescentar que não existe, por parte do Governo Federal, um projeto de lei incisivo que combata a violência no Brasil. “Vivemos em situação de insegurança pública”, criticou o parlamentar, que atribui o problema à má aplicação das leis constitucionais.

O vereador Mário Frota (PSDB) disse que a população de Manaus está assustada com a série de crimes ocorridos no fim de semana. “Quase 40 pessoas morreram em apenas um fim de semana em Manaus. A vinda do secretário Sergio Fontes à esta Casa é imprescindível. Temos que ouvir o que o secretário tem a nos dizer. A sociedade precisa de uma explicação”, disse Frota.   

A vereadora Socorro Sampaio (PP) também fez uso da tribuna para ressaltar os crimes. “Mais de 30 pessoas foram assassinadas em Manaus. Isso faz com que nós voltemos nossa atenção à questão da segurança pública. Manaus é a décima cidade mais violenta do Brasil. A criminalidade está cada vez mais organizada em nossa cidade”, observou Socorro Sampaio.

“A população está em pânico com os números alarmantes em nossa cidade. Precisamos buscar juntos uma solução para combater a criminalidade”, completou o vereador Rosivaldo Cordovil (PTN).

Também se pronunciaram a respeito do assunto, os vereadores Dr. Ewerton Wanderley (PSDB), Professor Samuel (sem partido), Professora Jacqueline (sem partido), Joãozinho Miranda (PTN) e Marcel Alexandre (PMDB).

*Com informações das assessorias