Publicidade
Cotidiano
Notícias

Colônia de Férias também é cultura

Aproveitando a trégua nas atividades escolares, eles são estimulados a usar sua criatividade e descobrem vocações artísticas em colônia de férias cultural 15/01/2012 às 11:03
Show 1
Show para as crianças também está incluso na programação
Felipe de Paula ---

A arte, em todas as suas formas e feições, sempre exerceu fascínio sobre a mente das crianças. No entanto, nem sempre o fazer artístico está ao alcance dos pequenos. Por isso, aproveitando a trégua dos compromissos escolares, nada melhor para eles do que pular de cabeça no universo encantado das artes, fazer novos amigos e literalmente pintar o sete na Colônia de Férias Magia das Artes, que vai até o dia 27 de janeiro no Teatro Direcional.

Desde o dia 9 de janeiro, quando começaram as atividades, mais de cem meninos e  meninas, divididos em grupos de acordo com a idade, têm mostrado todo seu talento na música, dança, teatro, artes plásticas e técnicas circenses, introduzidas com bom humor pelos monitores das oficinas. No fim de cada dia, as crianças ainda participam das barulhentas gincanas, onde fortalecem o senso de cooperação entre os colegas e aprendem a lidar com vitórias e derrotas.

No final do percurso artístico que percorrerá a criançada, um grande espetáculo, em que eles mostrarão tudo o que aprenderam nas três semanas de oficinas, será apresentado para os pais e convidados dessa turminha. “Será uma grande alegria para nós ver os olhos dos pais brilhando”, diz a coordenadora da colônia de férias, Kamila Barbosa.

A pequena Clara Sobreiro, de 9 anos, além de ter feito amigos, descobriu vocação para a música. A menina, que não largava o instrumento de percussão entregue pelo monitor, diz que está adorando a colônia de férias. “Nunca tinha participado de algo assim”, confessou.

Novidade

Para a mãe de Gabriela, de 6 anos, a fisioterapeuta Priscila Muriel, a colônia de férias é uma bela oportunidade de sua filha, que não tem irmãos, fazer novos amigos. “Ela é filha única e queria que interagisse com outras crianças”, diz a mãe, ao ressaltar que o foco artístico da colônia, segundo ela, também é essencial ao desenvolvimento infantil, o que acabou despertando seu interesse. “Manaus não tinha uma colônia de férias com esse foco. Estou achando muito bom”, elogia.

Reconhecimento

A monitora de dança e expressão corporal, Magda Carvalho, explica que como as crianças não se conhecem, o primeiro dia funciona com um fator de integração de todos. “No primeiro dia, fazemos uma atividade coletivas com todos, para que aja um primeiro reconhecimento”, explica.

Futuro ator

Wendell Souza, 11 anos, que se destaca nas performances teatrais e já sonha com a profissão de ator, confessa que não tinha muita expectativa positiva sobre a colônia de férias. “Primeiro eu achei que fosse chato, mas agora eu já acordo eu já acordo pensando em vir pra cá e quando acaba, nem quero ir embora”, admite.