Publicidade
Cotidiano
Notícias

Comércio do Amazonas apresenta alta de 8,3% em maio

Indicador do IBGE diz que vendas expressivas do Dia das Mães seguraram o desempenho do varejo 12/07/2012 às 08:51
Show 1
Lojistas do Centro foram afetados pela enchente do rio Negro desde abril
Luana Gomes Manaus (AM)

Em maio, mesmo com os temores do comércio quanto a influência da cheia histórica do rio Negro nas operações do setor, o Estado registrou crescimento no volume de vendas. Com base no levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Amazonas apresentou alta de 8,3% nas vendas do segmento varejista, em comparação a igual período do ano anterior.

Além disso, a receita nominal do segmento também apresentou um desempenho positivo, com o crescimento de 11,4% frente a maio do ano passado.

De acordo com o disseminador de informações do Instituto no Amazonas, Adjalma Nogueira, “este é um dado bem expressivo para o comércio”, especialmente quando as vendas no quinto mês do ano são alavancadas devido o Dia das Mães. Nogueira detalhou que maio é tradicionalmente considerado o segundo feriado comemorativo mais importante do ano, especialmente para os lojistas, que adotam o período como seu segundo Natal.

Por outro lado, apesar do saldo positivo das vendas dos cinco meses, alta de 6,8%, o representante apontou que o desempenho é o 21º do País, o que significa que  o comércio amazonense não tem acompanhado a evolução de outros centros.

Segundo ele, dentre as influências  para a performance está o acesso do consumidor aos tradicionais locais de compras da cidade, principalmente o eixo central. “Assim, o consumidor foge do tradicional, que seria comprar no comércio mais conhecido e passa a adquirir mercadorias em estabelecimentos que a pesquisa amostral não alcança mensalmente”, considerou.

Na média nacional, as vendas no acumulado dos cinco primeiros meses do ano resultaram em uma variação de 9%, em relação a mesmo indicador de 2011.