Publicidade
Cotidiano
Notícias

Comércio e Varejo: Lojas de brinquedos atrai investimentos

Empresários locais constatam rentabilidade do segmento mas avisam: não é para qualquer um 23/12/2012 às 09:53
Show 1
Projetada pela arquiteta Cris Sotto Mayor, ‘Vila’ remete aos tempos medievais
Priscila Mesquita ---

As lojas de brinquedo não são um bom negócio apenas no Natal e no mês de outubro, quando se comemora o Dia das Crianças. Com produtos para os públicos infantil e adulto, o setor é alvo constante de novos investimentos e lojas que surgem na cidade.

De outubro para cá, duas empresas realizaram aportes significativos neste segmento, comprovando sua rentabilidade. A unidade mais recente, que deve ser inaugurada nesta semana, é a Hobby Brinquedos da João Valério (Vieiralves), a primeira loja de rua da marca e a quarta na cidade.

De acordo com a sócia-proprietária da rede, Ruth Portela de Souza, o investimento feito na operação ultrapassa o montante de R$ 1 milhão e vai gerar mais de 30 empregos diretos.

“A loja atende o cliente que gosta de fazer compras no Vieiralves e o público fiel da Hooby, que já pedia uma loja de rua. Tínhamos três unidades em shoppings, mas às vezes o cliente quer passar rápido e levar o presente”, explica.

Diversificação

Em outubro, quem iniciou sua atuação neste ramo foi o grupo Gérbera, que inaugurou a loja Vila Brinquedo, na rua Fortaleza, Vila Municipal (Adrianópolis).

O grupo, que já possuía 12 lojas da franquia “O Boticário” em Manaus, decidiu apostar na venda de brinquedos depois de constatar como a atividade está aquecida. “Em abril estivemos na feira da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq), em São Paulo, e saímos de lá muito motivados. Enxergamos uma economia aquecida e acreditamos que esse seria um bom negócio”, diz o gerente geral do Gérbera, Fernando Cavalcante Gomes.