Publicidade
Cotidiano
Notícias

Constituição e Justiça da Câmara aprova regulamentação da profissão de comerciário

Pojeto fixa a jornada diária em oito horas, mas ressalva que, nos casos de trabalho em turnos de revezamento, a jornada poderá ser de seis horas, desde que não haja redução na remuneração e que o empregado não trabalhe em mais de um turno 14/11/2012 às 18:25
Show 1
Estímulo à profissão acontece em várias datas comemorativas do ano, como Natal e Ano Novo
Iolando Lourenço/Agência Brasil Brasília

Projeto de lei que regulamenta a profissão de comerciário foi aprovado nesta quarta-feira (14), em caráter conclusivo, pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. De origem do Senado, o texto estabelece a jornada de trabalho de oito horas por dia e 44 horas semanais. Como a proposta foi emendada, o projeto retornará ao Senado para nova apreciação.

Embora o projeto fixe a jornada diária em oito horas, ele admite que nos casos de trabalho em turnos de revezamento, a jornada poderá ser de seis horas, desde que não haja redução na remuneração e que o empregado não trabalhe em mais de um turno. O projeto também oficializa o dia 30 de outubro como o Dia do Comerciário.

O texto aprovado pelos deputados obriga, ainda, as empresas a contribuir para entidades sindicais, independentemente de filiação, número de empregados e tamanho da empresa. Obriga, também, a todos os comerciários a pagar a contribuição sindical, que não poderá ultrapassar a 1% do salário.