Publicidade
Cotidiano
Notícias

Consulta a sistema identificará criminosos estrangeiros que passaram pelo país na Copa

A Polícia Federal cruzará os nomes com o sistema I-24/7, cujos recursos possibilitam a identificação de estrangeiros com restrições na Justiça ainda em seu país de origem 26/06/2014 às 15:56
Show 1
O sistema I-24/7 possibilita a identificação de estrangeiros com restrições na Justiça ainda em seu país de origem
acritica.com ---

Nesta quinta-feira (26), em visita ao Centro de Cooperação Policial Internacional (CCPI), em Brasília, o ministro José Eduardo Cardozo anunciou uma medida que fortalece ainda mais as ações de cooperação internacional para os trabalhos de segurança pública na Copa do Mundo e após o torneio. 

A Polícia Federal cruzará os nomes com o sistema I-24/7, cujos recursos possibilitam a identificação de estrangeiros com restrições na Justiça ainda em seu país de origem. 

O sistema permite a verificação, com base na troca de informações, se o passageiro consta na base de dados da Interpol e, em caso positivo, gera um alerta. Esta mensagem é enviada para os policiais federais que trabalham no (CCPI). Estes podem atuar preventivamente, com consultas antecipadas ao país de origem do passageiro ou ao país de nacionalidade do viajante estrangeiro. O trabalho pode ser feito por um policial brasileiro ou pelos policiais estrangeiros que estão atuando no Centro de Cooperação Internacional. 

O ministro José Eduardo Cardozo aponta que as possibilidades de cruzamento de informações possibilitarão a localização e identificação prévia de passageiros que possam representar ameaças ao Brasil. “Antes isso era feito apenas pelos Estados Unidos. Servirá como uma poderosa ferramenta no combate à criminalidade no país”, explicou o ministro.

*Com informações do Ministério da Justiça.