Publicidade
Cotidiano
ECONOMIA

Consultas para vendas a prazo crescem 3% na semana do Dia das Crianças

Este ano, presentes mais procurados seriam bonecos e bonecas, roupas e calçados, segundo o SPC Brasil 13/10/2017 às 14:11 - Atualizado em 13/10/2017 às 14:11
Show saara rio de janeiro
Foto: Reprodução
Flávia Albuquerque (Agência Brasil) São Paulo (SP)

Em todo o país, as consultas para vendas a prazo entre os dias 5 e 11 de outubro, semana anterior ao Dia das Crianças, aumentaram 3% na comparação com 2016, segundo levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Os números foram divulgados hoje (13) em São Paulo. Este ano, os presentes mais procurados seriam os bonecos e bonecas (31%), roupas e calçados (22%), com o valor dos gastos girando em torno de R$ 194,00.

Segundo as duas entidades, este foi o primeiro crescimento após três anos consecutivos de retração e a primeira data comemorativa de 2017 com aumento expressivo: páscoa (+0,93%), Dia das Mães (-5,50%), Dia dos Namorados (-9,61%), Dia dos Pais (-2,18%). O Dia das Crianças é a segunda data mais lucrativa para o varejo no segundo semestre.

De acordo com os dados, no ano passado as vendas no Dia das Crianças haviam registrado uma variação negativa de -9,02%. Em anos anteriores, os resultados foram de -8,95% (2015), -1,50% (2014), +3,15% (2013), +4,83% (2012), +5,91% (2011) e +8,5% (2010).

Segundo o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro, o resultado é consequência da melhora da conjuntura e da proximidade do fim da crise econômica. Para ele, o resultado das vendas nesta data mostra tendência de melhoria para o Natal.