Publicidade
Cotidiano
Notícias

Consumidores de Manaus pagam caro por bebidas em geral

Na semana passada, os preços de produtos básicos da cesta estavam disparando. Na abordagem atual, até mesmo a água mineral precisa passar por uma pesquisa de preço antes de ser comprada pelo cliente 25/09/2012 às 08:06
Show 1
Nos supermercados da cidade, o consumidor fará bem ao próprio bolso se passar a pesquisar o preço das bebidas
Luana Gomes ---

Prevista para ser divulgada no dia 5 de outubro, a pesquisa da cesta básica divulgada pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) mostraria uma vertente mais “salgada”, caso abordasse o ramo de bebidas. Isto porque, conforme constatou ontem o A CRÍTICA em levantamento de preço nos supermercados locais, os consumidores manauaras perceberam variações “gritantes” nos refrigerantes e bebidas alcoólicas.

Na semana passada, os preços de produtos básicos da cesta estavam disparando. Na abordagem atual, até mesmo a água mineral precisa passar por uma pesquisa de preço antes de entrar no “carrinho de compras”.

Dentre os quatro supermercados pesquisados (Empório Roma, DB, Carrefour e Veneza), o preço desse produto variava até 101,85% entre o valor mínimo e máximo pesquisado. A garrafa de Santa Cláudia (350ml) saía ontem  no DB a R$ 0,54 e no Empório Roma, R$ 1,09.

(A Íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).