Publicidade
Cotidiano
Notícias

Continua adesão de servidores públicos federais do AM a greve nacional

Até o momento Funai, Funasa, Ministério da Saúde e Incra já decidiram aderir a greve nacional 28/06/2012 às 12:50
Show 1
Professores da Ufam entraram em greve dia 17 e maio e nela continuam
acritica.com Manaus

A paralisação das atividades dos servidores públicos federais do Amazonas deve iniciar na próxima segunda-feira (2). De acordo com o Sindsep/AM, o sindicato da categoria, até momento a Fundação Nacional do Índio (Funai), a Fundação Nacional da Saúde (Funasa), o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) já aderiram ao movimento nacional.

Uma assembleia geral realizada na manhã desta quinta-feira (28) na sede do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) deve decidir se o órgão vai aderir à greve.

Nesta sexta (29) o Ministério da Agricultura também vai realizar uma assembleia geral.

Ainda segundo o Sindsep/AM, uma possível greve na Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) não está sendo descartada a partir da próxima semana.

Na próxima quarta (4), o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) vai decidir em assembléia geral se o departamento vai aderir a greve nacional.

A paralisação dos servidores só inicia na segunda (2), já que os órgãos precisam aguardar 48h para cumprir as leis que exigem que a população seja avisada com antecedência sobre a ‘interrupção’ das atividades.

Uma estrutura de ‘lazer’ vai ser montada em frente a sede dos órgãos para ocupar o tempo dos funcionários. Mesas de dominó, bingo, carros de som vão fazer parte do movimento de greve em Manaus, informou o sindicato da categoria.

Serviços prejudicados
Na Funai, a emissão do Registro Administrativo de Nascimento Indígena (Rani) vai ser prejudicada, por conta da paralisação dos funcionários do setor.

No Incra, órgão que atua na fiscalização de terras, o serviço de emissão de títulos de terras também deve ser prejudicado.