Publicidade
Cotidiano
Notícias

Cooperação: câmeras de empresas de segurança privada serão integradas ao sistema do Ciops

Primeiro acordo de cooperação que integra novos sistemas de monitoramento de câmeras voltados para espaços públicos ao Centro Integrado de Operações de Segurança foi assinado hoje. A medida é inédita no País e tem a expectativa inicial de coibir crimes praticados em vias públicas 06/10/2015 às 17:07
Show 1
Cooperação foi assinada hoje no CICC
acritica.com* Manaus (AM)

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) assinou, nesta terça-feira (6) com o Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Amazonas (Sindesp) o primeiro acordo de cooperação que integra novos sistemas de monitoramento de câmeras voltados para espaços públicos ao Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops). A medida é inédita no País e tem a expectativa inicial de coibir crimes praticados em vias públicas, com o monitoramento de até 250 novos pontos em vias públicas, duplicando a capacidade de visualização de espaços públicos.

A grande vantagem da ampliação e modernização do sistema, segundo o secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, é que o Estado aumenta a sua capacidade de atuação. “A câmera, já está comprovado, é uma grande inibidora de crimes, já que os bandidos em regra não atuam em áreas monitoradas porque sabem que podem ser identificados pela polícia”, disse.

Para o secretário executivo adjunto de Planejamento e Gestão Integrada da SSP-AM, Dan Câmara, por meio do acordo com o Sindesp, o Estado está ampliando a capacidade de visualização de imagens do Centro Integrado de Comando e Controle, o que garantirá mais segurança para a população de modo geral. “Esse reforço nos permitirá adotar os três momentos que englobam a eficiência do monitoramento, o primeiro que é a inibição de crimes nas áreas, o segundo quando acontece uma ação e o policiamento é acionado, e o terceiro momento que envolve a parte investigativa, que utiliza o banco de imagem para identificar autores e comprovar o delito”, enfatizou.

O acordo, assinado no Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC-AM), no Aleixo, zona centro-sul, é o resultado do edital de chamamento público lançado em agosto, que visa credenciar entidades representativas interessadas em integrar imagens de seus circuitos de monitoramento privado ao sistema de monitoramento, segundo explicou o secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes. “Nós teremos o controle dessas câmeras porque os parceiros estarão aqui dentro do Ciops”, destacou.

Fontes explica que, a partir da assinatura do termo de cooperação, as empresas vinculadas ao Sindicato poderão fazer a migração dos sistemas, de acordo com as necessidades técnicas, e assim as imagens das câmeras irão ser monitoradas e visualizadas no CICC. “O sindicato foi o primeiro a aderir esse edital, mas esperamos que outras instituições também nos procurem, o que será muito importante para o Sistema de Segurança”, disse

Licitação

Durante a assinatura do acordo, o secretário anunciou que até o fim do ano será lançada uma licitação para substituição das atuais câmeras, por equipamentos mais modernos, inclusive com tecnologia de reconhecimento de imagem. “Essa tecnologia permite saber, por exemplo, captar uma placa e saber se o carro é roubado, se possui qualquer tipo de restrição judicial e até se está com IPVA atrasado”, destacou.

O vice-presidente do Sindesp, Nonato Caldera, destacou o ganho para a segurança com a parceria. “Como estaremos aqui dentro, podemos filtrar com mais eficiência as ocorrências mais importantes e urgentes e dar uma resposta mais rápida para os clientes e a sociedade em geral”, disse.

*Com informações da assessoria