Publicidade
Cotidiano
Notícias

Cresce o número de divórcios no Amazonas, aponta IBGE

De 2007 a 2009, o aumento de escrituras de divórcio no Amazonas foi de 41%. Pode-se afirmar que há três idades do casamento onde ocorre a maior frequencia de divórcios: três anos, entre vinte e vinte e cinco anos; e acima de 26 anos 11/09/2012 às 22:29
Show 1
Cresce o número de divórcio no Amazonas, aponta IBGE
Camila Pereira Manaus

Os casais tem se divorciado cada vez mais no Amazonas, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgados nesta terça-feira (11).

Em 2010, foram 578 casais divorciados, comparados aos três anos anteriores demonstram uma ascensão. A maioria dos casos acontece logo nos primeiros três anos de casamento.  

De 2007 a 2009, o aumento de escrituras de divórcio no Amazonas foi de 41%. Pode-se afirmar que há três idades do casamento onde ocorre a maior frequência de divórcios: três anos, entre vinte e vinte e cinco anos; e acima de 26 anos.

Interessante notar que, a partir de 2009, começa a surgir divórcio para casamentos com um ano e também com menos de um ano. Em Manaus, o aumento foi de 79% no mesmo período.

Do total, a capital amazonense representa 88,58% com 512 divórcios. A maior parte deles, 13,28%, acontece aos dois anos de casamento. Superior ao ano anterior, quando era registrado 9,43 %.

Já a separação, o intervalo entre o casamento e o divórcio, costuma ocorrer mais cedo. A maioria separa-se com um ano de casado. Outro grande grupo espera dois anos para separar.

Em 2010, no Amazonas foram registradas 32 separações. Isso está relacionado às leis que têm facilitado o divórcio sem intervalos, já que antes havia mais etapas para o desquite. A maior parte delas acontece também nos primeiros dois anos do casamento. Ao todo 15,63%, aconteceram nesta etapa.

A maior parte destas separações aconteceu em Manaus, onde foram registrados 31 casos ocorridos em 2010.  16,13% aconteceram aos dois anos de casamento.