Publicidade
Cotidiano
Notícias

Cristina Mortágua revela que estava sob efeito de medicamentos quando agrediu o filho

Em entrevista, Cristina também contou detalhes de sua conturbada relação com o ex-jogador de futebol Edmundo, pai de Alexandre 03/01/2012 às 06:40
Show 1
Cristina Mortágua e o filho Alexandre
uol/celebridades ---

A ex-modelo Cristina Mortágua falou, em entrevista ao colunista Leo Dias do jornal "O Dia", sobre a agressão ao filho Alexandre, então com 16 anos, dentro de uma delegacia no Rio de Janeiro, em fevereiro de 2011. O episódio a levou à prisão. Na entrevista, Cristina também contou detalhes de sua conturbada relação com o ex-jogador de futebol Edmundo, pai de Alexandre.

Ela afirmou que, na época da agressão, tomava dois medicamentos. "Um para o transtorno bipolar e outro antidepressivo... Também tomei Rivotril", disse ela. Se não estivesse sob efeito dos remédios, "jamais teria feito aquilo".

Cristina, que já se envolvou em outras polêmicas com o filho ao fazer ao lado dele vídeo e fotos sensuais, também falou sobre sua relação com o pai de Alexandre, o ex-jogador de futebol Edmundo.

Segundo ela, o pior erro de Edmundo foi negar ser pai de seu filho. Por outro lado, ela diz  que gostava do comportamento autorirário dele. "Lembro que era aniversário do José Victor Oliva no Resumo da Ópera, de São Paulo, e o Edmundo disse que eu não poderia ir. Eu adorei! Pela primeira vez um homem estava me mandando! Eu falei: 'E se eu for?'. Ele respondeu: 'Em dez minutos alguém vai me ligar e eu te pego pelos cabelos'. Eu adorei mais ainda!", disse ela.

Após a agressão, Alexandre foi morar com a avó, o que deixou Cristina ainda mais abalada. "Senti junto uma saudade louca do Edmundo. Falei: 'Surtei de vez!'... Depois, eu fui entender que estava sentindo falta do meu filho, não do Edmundo".

Ela ainda disse que o erro de sua relação com o ex-jogador foi ele achar que Cristina apareceu graças a ele. "Ele acha isso. O momento em que a gente se conheceu era o meu momento".