Publicidade
Cotidiano
Notícias

Cunha diz que não há a ‘menor possibilidade’ de renunciar devido denúncias de corrupção

O presidente da Câmara dos Deputados foi denunciado de ter supostas contas na Suíça não declaradas em seu nome e de familiares 07/10/2015 às 14:23
Show 1
Eduardo Cunha, presidente da Câmara
Maria Carolina Marcello (Reuters) Brasília

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou que não há a “menor possibilidade” dele renunciar ao cargo devido as denúncias de contas na Suíça não declaradas em seu nome e de familiares.

Presente em evento em Brasília, Cunha foi questionado por jornalistas se deixaria a presidência da Câmara caso surjam provas da existência das contas. “Não há a menor possibilidade de eu renunciar, licenciar, qualquer coisa do gênero”, disse, aconselhando jornalistas que procurassem seu advogado, como tem feito.

O Ministério Público da Suíça transferiu para a Procuradoria-Geral da República (PGR) as investigações contra o presidente da Câmara por suspeita de lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Segundo a PGR, investigações do Ministério Público da Suíça iniciadas em abril relatam a existência de contas em nome de Cunha e de familiares, que foram bloqueadas.