Publicidade
Cotidiano
Notícias

Dona empresa 'Di Felícia' é presa sob a acusação de vender frangos estragados

A Polícia Civil do Amazonas prendeu na tarde desta quarta-feira (25) a empresária Felícia Oliveira Rocha, proprietária de empresa “Di Felícia”, sob a acusação de vender produtos mal acondicionados e impróprios para o consumo 26/07/2012 às 00:58
Show 1
Dona empresa 'Di Felícia' é presa por vender produtos impróprios de consumo
acritica.com Manaus

A Polícia Civil do Amazonas prendeu na tarde desta quarta-feira (25), a empresária Felícia Oliveira Rocha, proprietária de empresa “Di Felícia”, sob a acusação de vender produtos mal acondicionados e impróprios para o consumo.

A detenção foi feita pela Delegacia Especializada na Defesa e nos Direitos do Consumidor (Decon) após realizarem uma fiscalização ao depósito da empresa, em parceria com a Vigilância Sanitária. No local, foram encontradas 1200 caixas de frango em condições impróprias para o consumo.

A empresária deverá passar a noite detida na Delegacia da Mulher. No ato da prisão, toneladas de alimentos impróprios para o consumo foram apreendidos pela Polícia.

De acordo com a Delegada Titular da DECON, Lilibeth Albuquerque, a investigação foi iniciada há dois meses e a empresa possui histórico de outras autuações junto a Vigilância Sanitária. “Nós ficamos sabendo que haveria a descarga desta mercadoria e ao vistoriar o container da empresa, percebemos que o frango já estava inclusive descongelado e sangrando. Ao todo, foram mais de duas toneladas de alimentos impróprios que seriam comercializados em Manaus e no interior do Estado”, comentou Lilibeth.

Devido o tamanho da apreensão, o container em que foi encontrada a comida foi lacrado e aguarda a definição da DVISA para que a mercadoria seja descartada, conforme a Legislação Ambiental e Sanitária vigente.

Na Delegacia do Consumidor, Felícia foi flagranteada por crime contra as relações de consumo e conduzida ao IML para exame de corpo delito. Ela passa a noite na Delegacia da Mulher e deve ser encaminhada à Cadeia Pública esta quinta-feira. 

O site da empresa diz que a “Di Felícia” tem como principal atividade a “industrialização de alimentos, principalmente pães e biscoitos, através dos produtos de marca própria. Também atua no varejo, através de sua loja, aberta 24 horas por dia, sendo a primeira e única do estado com este serviço”.

Até o momento a direção da empresa não foi localizada para comentar o assunto.