Publicidade
Cotidiano
Notícias

Em 'ano ruim', comércio espera um crescimento de até 3% para o Dia das Mães em Manaus

Comércio faz projeção tímida para a data e diz que compras serão marcadas por presentes de menor valor para as mães 21/04/2015 às 11:44
Show 1
A média de presentes deve ser em torno de R$ 64 e os setores de vestuário e perfumaria serão os mais favorecidos
Juliana Geraldo Manaus (AM)

Em meio a um ano considerado delicado para a economia e após um resultado de vendas para o período de Páscoa inferior ao projetado, a expectativa do comércio local é de um crescimento tímido para a semana do Dia das Mães. A projeção é de que a data incremente as vendas em no máximo 3% este ano, conforme informou ontem a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus).

Segundo o presidente da entidade, Ralph Assayag, a projeção é positiva, levando em consideração um ano particularmente difícil para o setor. “Para combater a crise, estamos oferecendo treinamentos para os lojistas e os aconselhando a enfeitar suas vitrines, investir em preços competitivos, fazer promoções, contratar”, afirmou.

De acordo com Assayag, os comerciantes não estão parados. Pelo menos 400 vagas estão disponíveis para trabalhadores temporários e o movimento é aguardado a partir do final de abril. 

Presentinho

Já para o presidente da Federação da Câmara dos Dirigentes Lojistas do Amazonas (FCDL-AM), Ezra Benzion, a data não vai passar em branco, mas os consumidores irão às ruas em busca de presentes mais “em conta”, em relação a anos anteriores.

A média de presentes deve girar em torno de R$ 64. “Presenciaremos, sim, uma mudança na escolha do consumidor. Provavelmente, os grandes presentes como televisores de tela plana, notebooks e móveis serão substituídos por presentes de menor valor agregado como peças de vestuário e calçado, e alguns modelos de smartphones. As floriculturas, perfumarias e o setor de serviços, como os - restaurantes e as cestas de café da manhã entregues em casa, também deverão ser bastante demandados ”, apostou.

Cuidados

Em tempos de corte de custo, o presidente do Conselho Regional de Economia do Amazonas (Corecon-AM), Marcus Evangelista, lembrou alguns cuidados que o consumidor deve ter na hora de comprar o presente.

“O cartão de crédito deve ser usado com muito cuidado. Também é importante que o consumidor escolha um produto com um valor condizente com a sua realidade para não ter problemas no futuro”, aconselhou.

Shoppings se preparam para a data

Para garantir boas vendas na semana do Dia das Mães, os shoppings de Manaus começam a lançar suas promoções. O Manauara Shopping, por exemplo, preparou a campanha “Amor nas Alturas” e vai presentear seus clientes com um kit de banho entre os dias 23 de abril e 11 de maio. Para ganhar, é preciso trocar notas fiscais que somem R$ 300 em compras.

O Millennium Shopping, por sua vez, lançou a campanha Amor - válida para o Dia das Mães e o Dia dos Namorados - e que vai sortear quatro vale-presentes no valor de R$ 10 mil cada. O cliente ganha cupons para concorrer a cada R$ 150 em compras.

Para quem quiser adiantar as compras, O Manaus Plaza Shopping preparou o “LiquiDays” - sete dias de descontos, que vão até 70% e seguem até o próximo domingo (26).

Consumo em queda

O momento parece mesmo ser de contenção de gastos. O nível de consumo dos brasileiros, por exemplo, caiu 6,9%, passando a ser de 102, 9 pontos e  permanecendo pelo terceiro mês consecutivo no menor nível desde janeiro de 2010. Os dados são da Confederação do Comércio de Bens, Serviços e turismo (CNC).

No Amazonas, as vendas também estão em baixa. De acordo com a pesquisa mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a receita nominal do comércio varejista do Estado registrou queda de 3,1% em fevereiro, na comparação com o mesmo período do ano passado. Este também foi o terceiro mês consecutivo de recuo no índice.