Publicidade
Cotidiano
Notícias

Emma Watson e Rupert Grint formam o casal que mais lucrou no cinema nos últimos cinco anos, segundo "Forbes"

De acordo com a publicação, os quatro filmes da saga que os dois estrelaram nos últimos cinco anos, renderam a eles um total de US$ 4,2 bilhões 06/01/2012 às 17:15
Show 1
Rupert Grint e Emma Watson, atores de Harry Potter, antes de entrevista sobre o último filme da saga em Londres (6/7/2011)
UOL/CINEMA ---

Os atores Rupert Grint e Emma Watson, da saga "Harry Potter", foram considerados como o casal que mais lucrou nas telas de cinema nos últimos cinco anos, de acordo com a revista "Forbes", em lista divulgada nesta quinta-feira (5). De acordo com a publicação, os quatro filmes da saga que os dois estrelaram nos últimos cinco anos, renderam a eles um total de US$ 4,2 bilhões.

Em segundo lugar, ficou o casal -- que também está junto fora das telas -- da saga "Crepúsculo", Kristen Stewart e Robert Pattinson, com US$ 2,5 bilhões. Shia LaBeouf e Megan Fox, dos filmes "Transformers", ficaram em terceiro lugar, com US$ 1,5 bilhões dos dois primeiros filmes da sequência.

A revista analisou os lucros totais dos casais que atuaram juntos nos últimos cinco anos. Veja a lista dos dez primeiros colocados:

1º lugar - Emma Watson e Rupert Grint ("Harry Potter") - US$ 4,2 bilhões

2º lugar - Kristen Stewart e Robert Pattinson (Crepúsculo") - US$ 2,5 bilhões

3º lugar - Shia LaBeouf and Megan Fox ("Transformers") - US$ 1,5 bilhões

4º lugar - Robert Downey Jr. e Gwyneth Paltrow ("Iron Man") - US$ 1,2 bilhões

5º lugar - Shia LaBeouf e Rosie Huntington-Whitely ("Transformers") - US$ 1,1 bilhões

6º lugar - Johnny Depp e Penelope Cruz ("Piratas do Caribe") - US$ - 1 bilhão

7º lugar - Orlando Bloom and Keira Knightley ("Piratas do Caribe") - US$ 963 milhões

8º lugar - Tobey Maguire e Kirsten Dunst ("Homem-Aranha") - US$ 890 milhões

9º lugar - Leonardo DiCaprio e Marion Cotillard ("A Origem") - US$ 825 milhões

10º lugar - Sarah Jessica Parker e Chris Noth ("Sex And The City") - US$ 703 milhões