Publicidade
Cotidiano
Notícias

Empresas apostam em talentos ‘multiuso’ no mercado de trabalho

Segundo profissionais, experiências pessoais e fluência em outra língua são ferramentas essenciais para se galgar uma vaga numa multinacional  17/03/2014 às 13:45
Show 1
O tester Neto Valcaccer, há um ano, realiza teste de softwares na Samsung
CHRIS REIS Manaus (AM)

Uma formação ampla, experiências pessoais e um bom domínio de outra língua podem ser essenciais para se galgar um posto numa multinacional. Indo nessa linha de pensamento, o tester Neto Valccacer de 26 anos trabalha, há um ano, realizando teste de softaware na Samsung, enquanto enfrenta inúmeros concorrentes e uma série de avaliações.

Valccacer, que cursava ciência da computação também na Fucapi, foi indicado por um amigo e a seguir fez inúmeros testes (específicos da área, habilidades com inglês, dinâmica de grupo e a entrevista) para conseguir a vaga. Sua função é testar as novas funcionalidades criadas para os aparelhos.

Ele lembra que a vaga tinha vários interessados e acredita que o diferencial para passar foi à habilidade em inglês e a experiência que adquiriu trabalhando na Fucapi e na Fundação Paulo Feitosa, sempre realizando o mesmo trabalho. “Essas experiências foi fundamental”, comentou.

Valccacer avalia que essa área (de testes) está crescendo bastante em Manaus. “As pessoas exigem cada vez mais qualidade nos produtos que serão adquiridos”, afirma, completando que para ser um tester é necessário ter feito um curso técnico, alguma experiência no ramo e, claro, habilidades com outras línguas, pois o atendimento é feito com pessoas do mundo inteiro.