Publicidade
Cotidiano
Notícias

Empresas familiares são alvos de treinamento

Fundação Dom Cabral - atenta ao perfil econômico da cidade - está com turmas abertas para seus programas. Empresas familiares são um dos alvos da instituição 04/03/2012 às 13:21
Show 1
Fábio Guarnieri, diretor-executivo da OBS, vê grande potencial em Manaus
Jornal A Crítica Manaus

 A Fundação Dom Cabral (FDC) – através de sua associada regional, a Outline Business School (OBS) –, está recebendo inscrições para a segunda turma do Programa Parceria para a Excelência (Paex), voltado para empresas de médio porte que buscam modelo de gestão focado em resultados e aumento de competitividade. Mais de 99% dos empreendimentos que participam do treinamento são empresas familiares.

O método consiste na discussão de modelos de gestão, com troca de experiências e uso de ferramentas gerenciais e estratégicas. O resultado é o realinhamento da estratégia de cada empresa, com avaliações mensais para mensurar o progresso dos negócios.

 O diretor-executivo da OBS, Fábio Guarnieri, explica que, em Manaus, oito empresas são monitoradas por meio do Paex. São empreendimentos como Hospital Santa Júlia, Unipar e Óticas Avenida. A segunda turma deve iniciar atividades entre abril e maio, sendo que o cronograma será montado de acordo com a agenda dos clientes.

PDA

Lançado em 2011, o Desenvolvimento de Acionistas (PDA)  é direcionado exclusivamente para sócios, acionistas e herdeiros de famílias empresárias. O programa possibilita o amadurecimento dos proprietários de empresas familiares para que eles possam conduzir melhor os seus negócios em harmonia. Os módulos também atendem aos membros da família, sendo eles parte da gestão atual da empresa ou não, já visando a sucessão dos proprietários, uma etapa sempre difícil.

Acionistas e herdeiros de empresas como o Grupo Simões já aderiram ao PDA que tem como principal proposta, através da capacitação das famílias empresárias, preservar e aumentar o patrimônio, além de facilitar o desempenho e a continuidade de negócios em família. Ieda Baraúna Carvalho, do Grupo Simões, que já fez 12 aulas do PDA, faz  uma avaliação bastante positiva. “O nível do PDA é altíssimo. Tenho participado e gostado muito”, diz.