Publicidade
Cotidiano
Notícias

Encerrado o mutirão carcerário realizado em Itacoatiara

Desembargador Sabino Marques, do Grupo de Monitoramento Carcerário, destaca trabalho feito na Comarca de Itacoatiara, e em relação ao Instituto Prisional da cidade. Afirmando que apesar de estar com excesso de internos, não há risco de rebelião e atende exigências da Lei de Execuções Penais. 23/11/2012 às 16:26
Show 1
Desembargador Sabino Marques
acritica.com Manaus (AM)

O Grupo Permanente de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) encerra nesta sexta-feira (23) o mutirão carcerário no município de Itacoatiara, a 276 quilômetros de Manaus. Os trabalhos começaram no último dia 20 com a revisão e análise de todos os processos dos internos e do regime semi-aberto da Unidade Prisional do município.

A Unidade Prisional de Itacoatiara tem capacidade para 120 internos, mas hoje recebe 145, visto que, durante o mutirão carcerário, foram concedidos oito benefícios, sendo seis de liberdade condicional e dois de progressão de regime.

O Grupo de Monitoramento também deu apoio aos juízes do município de Maués, durante a transferência de presos que no início da semana se rebelaram no presídio daquela localidade e por esse motivo, dos 16 internos transferidos, oito foram para a unidade de Itacoatiara. Com a chegada desses detentos, o total de internos passou para 153.

“Nós chegamos à cidade no feriado e mesmo assim conseguimos imprimir um bom ritmo de trabalho. Fizemos uma análise dos processos e foram concedidos alguns benefícios. Ainda foi dado apoio aos juízes de Maués, na transferência de oito internos para a Unidade Prisional de Itacoatiara”, afirmou o juiz Francisco Carlos Queiroz.

O resultado da inspeção estará em um relatório que vai ser enviado ao presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, desembargador Ari Jorge Moutinho da Costa.

O grupo também promoveu uma palestra na Escola Estadual Vital e Mendonça, onde 250 alunos na faixa etária entre 12 e 17 foram instruídos sobre o perigo das drogas, maior vilão entre os jovens, na atualidade.

Próximas etapas

Na próxima semana o Grupo de Monitoramento Carcerário do TJAM estará no município de Coari, a 363 quilômetros de Manaus. No dia 10 de dezembro, a equipe embarca para a cidade de Tabatinga, a 1.573 quilômetros da capital. A duas cidades estão localizadas na calha do rio Solimões.