Publicidade
Cotidiano
Notícias

Enchente e seca ocorrem ao mesmo tempo em áreas do AM

Enquanto em Manaus o rio Negro está em franco processo de cheia, São Gabriel, Santa Izabel e Barcelos ainda vivem a vazante 28/12/2012 às 08:17
Show 1
Em Manaus, o rio Negro está em processo de enchente. Desde o dia em que atingiu a cota mínima no ano, 15,96m, o rio já registrou uma subida de 2,32 metros
Florêncio Mesquita ---

O rio Negro apresenta um comportamento de subida e descida bem diferente nas cidades que banha. Enquanto em Manaus ele está em franco processo de enchente, em Barcelos, Santa Isabel e São Gabriel, o rio está com níveis abaixo dos registrados nos anos de maiores vazantes. Nos três municípios o nível está baixo desde 25 de novembro .

Apesar dos níveis baixos, o gerente de recursos hídricos do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Daniel Oliveira, afirma que não significa que os municípios de Barcelos e Santa Isabel do Rio Negro, cujas maiores vazantes ocorreram em 1980, e São Gabriel da Cachoeira, com a maior seca em 1992, terão vazantes maiores ou iguais as já registradas. Segundo o especialista, o pico da vazante nos municípios banhados pelo rio Negro só ocorre nos meses de janeiro, fevereiro e março. O que significa, segundo ele, que o rio Negro vai descer mais até o fim de março nessas regiões.

Quanto aos outros rios do Amazonas, todos estão em processo franco de subida, com exceção de parte do rio Negro, mas não apresentam nenhum dado fora da normalidade.

De acordo com gerente de recursos hídricos, o comportamento de subida e descida do rio Negro é influenciado pelo rio Solimões. O nível do rio Negro registrado ontem, em Manaus, por exemplo, foi de 18,28m. A cota mínima do rio registrada este ano foi de 15,96m. Ele já subiu 2,32 metros este mês.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).