Publicidade
Cotidiano
Notícias

Enfermos são abandonados por familiares em hospital do AM

Muitas famílias, que em algumas vezes não têm condições de prestar atendimento em casa, abandonam os pacientes após internações em unidades de saúde 07/01/2013 às 08:31
Show 1
De acordo com relatos de pacientes internados no hospital João Lúcio, muitas pessoas ficam internadas nos corredores por falta de espaço na enfermaria, onde ficam os internos ‘esquecidos’ pela família
Maria Derzi ---

Desde o dia 1º de junho do ano passado, o paciente Gilson de Souza da Silva, 45, vítima de acidente vascular cerebral (AVC) permanece internado, em situação de abandono por parte dos parentes, no hospital e pronto-socorro João Lúcio, na Zona Leste.

Como ele, outro paciente, José Alves da Silva, 77, que foi transferido de Iranduba (a 25 quilômetros de Manaus) para a unidade de saúde da capital em setembro de 2012, permanece  sem acompanhante, mesmo precisando ter, constantemente, a presença de um parente, por não responder mais a estímulos motores.

Casos de pacientes abandonados pela família, que em algumas vezes não têm condições de prestar atendimento em casa ou, simplesmente, querem “se livrar de um problema”, são comuns no sistema público de saúde. Além de sofrer com abandono e com o descaso dos familiares, os pacientes em tratamento permanecem sem perspectiva de alta médica e, mesmo quando estão aptos a serem liberados, ficam hospitalizados, ocupando leitos que poderiam ser disponibilizados a doentes graves, que continuam sofrendo nos corredores do hospital João Lúcio.

Foi o que aconteceu com um paciente, que preferiu se identificar apenas como Francisco. Em novembro, ele permaneceu cinco dias internado no corredor do hospital. “Perguntamos por que não tinha leito e uma enfermeira deixou escapar que não tinha leito porque havia muitos pacientes abandonados pelas famílias e, por isso, os pacientes novos não poderiam subir para as enfermarias”, contou Francisco.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).