Publicidade
Cotidiano
Notícias

Especialistas apontam cuidados antes da prova do Enem

Especialistas em saúde dão dicas aos candidatos sobre o melhor repouso e qual a alimentação adequada nos dias que antecedem o Exame Nacional do Ensino Médio 2012. 25/10/2012 às 18:19
Show 1
Candidatos devem preparar o corpo e a mente
acritica.com Manaus (AM)

O Exame Nacional do Ensino Médio 2012 (Enem) será realizado nos dias 3 e 4 de novembro, com abertura dos portões às 12, conforme horário de Brasília. Ao todo, dez horas para responder a questões sobre linguagens, códigos, matemática e, ainda, elaborar uma redação.

Com essa ‘maratona’, candidatos que farão a prova devem se preparar para o momento desgastante, atentando para cuidados com a alimentação e o descanso no dia da prova.

A alimentação, ponto que nem sempre é motivo de atenção por parte dos candidatos às provas, pode fazer a diferença entre a realização de um exame com maior atenção ou com sonolência, alerta Socorro Carvalho, nutricionista.  A tensão diante da prova demanda um consumo maior de carboidratos devido à exigência de energia pelo metabolismo em situações de estresse.

“A alimentação deve ser leve, com verduras e nada gorduroso. O ideal é optar pelo peixe e pouco, muito pouco feijão”, destaca a especialista, ao explicar que o consumo de uma alimentação ‘pesada’ faz com que o organismo eleve a oxigenação do estômago, retirando parte dela do cérebro, por exemplo. “Daí aquela sonolência que sentimos”, afirma.

Relaxe

Irle Size Rocha, psicóloga do Havpida, afirma que 12 horas antes da prova, o candidato deve tirar o máximo do foco do Vestibular, procurando fazer atividades leves, como ir ao cinema, por exemplo. “Quem se preparou, seja há três meses, seis meses, ou há mais tempo, já teve o conhecimento absorvido. Ele não se perderá. No momento da prova, os insights virão com muito mais tranquilidade, então não há necessidade de ficar angustiado, buscando estudar em cima da hora, pois pode acabar se confundindo”, explica.

Ainda segundo a especialista, é necessária também uma boa noite de sono para evitar o cansaço do cérebro, que deixará de responder aos estímulos necessários na hora da avaliação. “Se você tem o hábito de dormir às 20h, 22h, ou até mesmo meia-noite, tudo bem, o que não pode é ‘varar a madrugada’, pois seu cérebro estará exaurido no dia seguinte”, destacou a psicóloga.