Publicidade
Cotidiano
CAMPANHA

Com estoque em estado crítico, banco de sangue de Parintins convoca doadores

Aumento de cirurgias eletivas no município fez com que a demanda por bolsas de sangue aumentasse; município vem recorrendo ao Hemoam para atender demanda 03/11/2017 às 19:34
Show pref
Foto: Divulgação
Vitor Gavirati Manaus (AM)

O Banco de Sangue Amilcar Monte Rey, em Parintins, está precisando de doações. Por causa do aumento de cirurgias eletivas no município, o número de transfusões sanguíneas também cresceu. Isso fez com que o estoque de sangue da unidade entrasse em estado crítico, segundo a direção.

Outro fato que também contribuiu para a baixa no estoque é a regionalização do Banco de Sangue. Recentemente, a unidade, em parceria com a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), implantou projeto no qual passa a atender a demanda de bolsas de sangue de todo o Baixo Amazonas.

Como doar

Quem quiser colaborar, mesmo ainda não sendo um doador cadastrado, pode comparecer na sede do Banco de Sangue Amilcar Monte Rey, na rua Pedro Gonçalves, próximo ao escritório do INSS, no Centro de Parintins, durante o horário comercial.

Para doar sangue, é preciso:

- ser maior de idade;

- estar bem de saúde, sem tomar medicamentos;

- ter peso igual ou superior a 50kg;

- ter dormido ao menos por 6 das últimas 24 horas anteriores a doação;

- levar RG e CPF.

Regionalização é desafio

Para a assistente social do Banco de Sangue Amilcar Monte Rey, Rívera Brandão, a luta da instituição é buscar a própria autonomia. Segundo Rívera, quando necessário, a unidade parintinense recorre ao estoque do Hemoam, que fica em Manaus.

“A doação de sangue sendo voluntária está sujeita à espera da vinda do doador de sangue, mesmo com inúmeras ações de captação de novos doadores. É necessária a procura por novos doadores sempre dispostos a contribuir, agora não só com Parintins, mas com todo o Baixo Amazonas”, afirma.

Publicidade
Publicidade